Curiosidades, Listas

BBM Lista: 4 curiosidades aleatórias sobre o mercado brasileiro de mangás em 2018

Números interessantes…

Faltam menos de dois meses para o fim do ano e já começamos a coletar alguns dados para as tradicionais postagens de retrospectivas do blog que irão ao ar no final de dezembro e início de janeiro.

Nessa pesquisa, encontramos algumas informações interessantes e resolvemos antecipar 4 curiosidades aleatórias que podem ou não se cumprir até o final do ano. Vejam 🙂

  • NewPOP perto de um recorde

Com a publicação de Prelúdio do Arco-Íris, a editora NewPOP completou 12 títulos novos em 2018. Com o mangá de Shakugan no Shana serão 13, aproximando-se do recorde histórico da empresa.

Em 2015, a editora lançou 15 títulos novos. Então, se em dezembro a NewPOP publicar dois títulos novos, empatará com 2015. Se publicar 3 baterá o recorde. Confira a lista de obras publicadas pela editora ao longo dos anos.

  • Os 20 títulos da Panini

Em 2016 e em 2017, a editora Panini publicou mais de 20 títulos novos em cada ano. Até então, o ano com mais títulos da editora havia sido em 2010, com 19. Agora em 2018, a editora novamente deve chegar à casa dos 20 volumes.

Com a publicação de Dr. Stone, a empresa já lançou 17 novidades este ano. Para dezembro estão previstas outras três obras que completariam os 20 títulos, Bungo Stray Dogs, Sword Art Online (Light Novel) e The Last: Naruto The Movie (Light Novel). Confira a lista de obras publicadas pela editora ao longo dos anos.

  • Os poucos títulos da JBC

Se a NewPOP pode bater um recorde positivo, a JBC encaminha para fechar 2018 como um dos anos mais fracos dos últimos anos, em termos de publicação impressa. Até o momento, a empresa publicou 4 títulos novos (sendo dois relançamentos).

Para dezembro, está previsto o lançamento de Edens Zero. Além dele, a editora deve publicar pelo menos mais um título. Tudo indica que será o ano com o menor número de lançamentos da editora desde 2009. Na ocasião a empresa lançou 7 novos títulos na área de cultura pop japonesa, sendo 6 mangás e o livro de Dragon Ball Evolution. Confira a lista de obras publicadas pela editora ao longo dos anos.

  • Número de títulos novos

Até o momento, por todas as editoras, foram lançados 41 títulos novos. Com Shakugan no Shana esse número aumentará para 42. A não ser que em dezembro sejam publicados 14 títulos novos, 2018 será o ano com a menor quantidade de novidades desde 2011 e 2012. Na ocasião foram publicadas 45 e 31 novidades respectivamente.

E caso não sejam lançados pelo menos 8 títulos novos, será o primeiro ano desde 2012 que não tivemos pelo menos 50 novidades em um ano.  Vejam os números abaixo:

  • 2017 – 60
  • 2016 – 56
  • 2015 – 84
  • 2014 – 61 
  • 2013  58
  • 2012 – 31
  • 2011 – 45

Crise é o nome disso, crise.


*Quando falamos de títulos novos, nos referimos a publicações impressas dessa área de cultura pop japonesa (mangás, light novels, databooks, etc) que começaram a ser publicados no respectivo ano, seja essa obra inédita, seja um relançamento em outro formato.  O número não se limita a licenciamento de obras japonesas. Se houve algum mangá coreano, chinês, francês, etc, ele faz parte da contagem. Mangás nacionais, por outro lado, não entraram. 
**Os números podem sofrer variação a depender do que se considere na contagem. Você pode encontrar divergências com outras listas publicadas aqui neste mesmo blog, por exemplo. Na presente lista não colocamos os mangás nacionais publicados por JBC e NewPOP, enquanto em outras listas passadas, nós havíamos adicionados. Outro exemplo diz respeito a obras como Pokémon Adventures. Esse é um título único no Japão, mas por aqui foi dividido em fases e cada fase nós consideramos como uma novidade. Há quem não considere assim, porém. Apesar disso, a variação não é tão discrepante assim. 
***Obviamente, títulos em formato digital não estão contemplados nos números aqui apresentados.

Anúncios

11 comentários em “BBM Lista: 4 curiosidades aleatórias sobre o mercado brasileiro de mangás em 2018”

  1. O problema que eu vejo é a Panini manter a alta quantidade de lançamentos e aumentar o preço destes títulos novos. Só com os números de 2019 pra saber se isso se sustenta…

    Curtido por 1 pessoa

  2. A JBC pode ser a editora que menos lançou novidades esses ano, mas para mim é a que presta o melhor serviço em termos gerais.

    Curtir

    1. Eu discordo.

      A meu ver ela tem esnobado os leitores.
      Dê uma passada pelas redes sociais deles: tw; fb; ig; blog henshin… é cheio de perguntas não respondidas. Vários leitores no vácuo. Tente mandar um email pra eles, SE responderem será depois de 5~6 dias. O próprio Henshin Online é um meio de comunicação unilateral por parte deles.

      Não sei com o BBM que é imprensa, mas acho que ela tem que melhorar bastante nesse quesito de atendimento.

      Curtido por 2 pessoas

      1. Os caras também perguntam cada besteira. Todo dia são 10 perguntas que já foram respondidas pela JBC mil vezes, várias perguntas de coisas que obviamente a JBC não vai responder ainda (oi, InuYasha) e por aí vai.

        Curtido por 1 pessoa

        1. Não responder sobre InuYasha só piora a situação para a JBC! Eles deveriam ter visto qual mangá seria viável de trazer antes de colocar os títulos para votação popular, oq mais uma vez, só demonstra o amadorismo em se precipitar em um caso emblemático como esse!

          Curtido por 1 pessoa

          1. Bem, mesmo que eles tenham errado quanto a votação, eles já se manifestaram diversas vezes sobre o estado atual de InuYasha. Logo, é justificável eles não responderem, individualmente, as pessoas que ignoram o pronunciamento deles, quanto a isso, e fazem tal pergunta redundante, nas redes sociais. E, ainda assim, já vi eles respondendo várias vezes que isso já foi explicado no Henshin Online.

            Curtido por 1 pessoa

    2. Melhor serviço? Oferecendo um kanzenban cusatndo 60 reais com erros de revisão? Com uma capa metalizada COMPLETAMENTE inútil de Lost Canvas que dificulta ver a arte inédita lançada e que (com ctz) vai desgastar com o tempo? Fazendo enquete sobre novas publicações e não lançando o q o público escolhe? Com “selo” criado dentro da própria editora só para empregar o Del Grecco (ferrando a Nova Sampa q ele abandonou) e depois simplesmente não lançar mais nada pelo tal selo e ficar tudo por isso mesmo? Dois meses sem lançar mangás (nem o dos assinantes foi enviado) e de repente jogam tudo de uma vez pra economizar distribuição? Fazer mangá de “Jaspion” com o mercado em crise, sendo um projeto “natimorto”, onde os vídeos quase não tem views, nem curtidas, provando ser apenas uma ideia de marmanjos presos ao passado que não entendem a realidade dos leitores atuais (e nem dos antigos)? A JBC é péssima em milhões de aspectos… poderia citar muitos mais…

      Curtido por 2 pessoas

Deixe seu comentário^^ (mas não brigue com o amiguinho, se discordar da opinião do colega, discorde com educação).

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s