Noticias

Inu-Yasha: relançamento deve demorar ainda mais do que o esperado…

Triste notícias para os fãs…

Há pouco tempo publicamos uma notícia informando que o relançamento de Inu-Yasha, mangá de Rumiko Takahashi, iria ficar para 2018. A informação provinha de um vídeo da JBC em que Cassius Medauar, gerente de conteúdo da editora, afirmou que o mangá não sairia este ano, levando-nos a dizer que a obra seria adiada para o ano que vem. Neste último domingo (12/11/2017), durante o evento anual da empresa, o Henshin +, a JBC divulgou que a situação é pior ainda e, no momento, tudo relacionado ao mangá se encontra parado. 😦

A empresa fez uma transmissão ao vivo do evento (você pode ver o vídeo gravado no Facebook clicando aqui) e logo nos primeiros minutos pode-se ver Cassius Medauar comentar que ninguém está mais ansioso para trazer Inu-Yasha de volta do que a própria JBC, pois eles adoram o mangá e ele é muito importante para a história da editora. Porém, o gerente de conteúdo da empresa frisa que neste momento não tem como lançar Inu-Yasha.

Medauar fala ainda que as coisas mudam muito rápido e é preciso saber se adaptar ao momento. Segundo ele de dois anos para cá várias coisas mudaram e, até agora, a editora JBC não conseguiu chegar em um projeto viável para a volta de Inu-Yasha, então, por enquanto, o projeto está parado e não tem prazo para lançar.

Já Marcelo Del Greco, editor da JBC, comentou que o relançamento não foi cancelado e eles ainda estão conversando com a Shogakukan (editora japonesa), mas ainda não chegaram a um consenso e a um formato para lançar o mangá no atual mercado de mangás do Brasil. 😦

Em outras palavras, a situação para o retorno do mangá ainda é muito ruim, precária, e fica claro para qualquer entendedor que as chances de Inu-Yasha retornar em 2018 são baixas, muito baixas. A editora frisou que quer trazer o mangá de volta no momento certo e do jeito certo, mas pelo visto até agora esse momento não chegou.

Infelizmente não há nada que se possa fazer quanto a isso. Para todos os fãs da obra não resta outra coisa senão esperar e torcer muito para que a JBC consiga chegar a um formato adequado o mais rápido possível e lance a obra o quanto antes…

A gente nem trabalha com a possibilidade de que a JBC possa cancelar o relançamento como muitos alarmistas têm dito por aí, pois se editora chegasse a fazer isso seria uma quebra de confiança tão grande quanto os muitos mangás cancelados da Panini. Hoje, a JBC ainda merece esse tipo de crédito por parte do leitor e a gente espera que continue merecendo.

De nossa parte, não vemos problema em esperar mais um ou dois anos pelo mangá, contanto que a editora o lance, mas não se pode negar que essa informação foi um banho de água-fria…

***

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

BBM

Anúncios

25 comentários em “Inu-Yasha: relançamento deve demorar ainda mais do que o esperado…”

  1. Suspeitei desde o princípio, fizeram aquela votação sem realmente terem direitos nenhum e agora a coisa emperrou. Se tivesse sido o Shaman King teria sido pior ainda, visto toda a situação de mudança de editoras.

    O problema de fazer o que ela fez é a possibilidade muito real de simplesmente não se chegar a um acordo. Não tem nada que “cancelar”, já que eles não possuem nada para começo de conversa, fora um diálogo com a editora.

    Curtido por 3 pessoas

  2. Olha Inu-Yasha é meu manga/anime favorito, eu já tenho o manga completo mas adoraria uma versão feita com recursos melhores, reclamo com a JBC sempre depois da enquete e da comic com, eles só falam e deixam a gente na mão, eu já tinha falado isso é repito, não compro mais nada da JBC até sair o manga do Inu-Yasha, se quer saber espero que outra editora pegue os direitos e relance, se quer saber eu ajudaria a traduzir de graça uma vez que já estou fazendo isso em um grupo fechado

    Curtir

  3. Vendo os comentários da galera comentando do anime, me veio uma ideia maluca: e se por um acaso o mangá voltasse e o anime voltasse pra TV, de preferência aberta em 2018? Será que geraria demanda?

    Curtir

    1. Acho que ajudaria sim pois atrairia novos fans, mas a chance de algo assim acontecer me parece praticamente impossível ^^’

      A JBC tá com um problemão mesmo, por um lado, lançar num formato big reduziria a quantidade de volumes para o que, 28? Ainda assim ainda seria uma série relativamente longa e imagino que reduziria as chances de atrair leitores mais novos. Por outro lado, uma edição em tanko normal para as bancas corre o risco de começar vendendo bem, mas não ter fôlego até o final… mesmo assim, acho que uma edição em tanko, off white e mensal me parece a opção menos pior, demoraria uns 4 anos e meio para terminar, mas poderiam de repente fazer uma tiragem menor e ir repondo caso precisasse? Complicado rsss

      Curtir

      1. @anon: Sim, não sei como resolver essa situação. E se passasse, sei lá, no SBT, seria bom. A galera que assistiu na época da TV paga curtiu o desenho. E tem episódios pra caramba. Não seria um problema passar todo dia. E daí nos intervalos poderiam colocar um anúncio curto falando do mangá ou mesmo longo dependendo da grana disponível da JBC.

        Curtir

  4. “Triste notícias para os fãs…” -> não sei porque triste, mas ok…
    Para mim é melhor lançar na melhor situação para a editora e o público (e o atual momento NÃO é de fato o melhor para se RElançar este mangá), do que começar a lançar hoje e cancelar “amanhã”…
    O que estou vendo em torno deste futuro relançamento de Inu-Yasha é que por enquanto há uma revoada de choramingos sem a mínima razão e necessidade… u_u

    Curtido por 1 pessoa

  5. Honestamente, Inu-Yasha não é lá uma grande obra, não foi popular por aqui e nem tem apelo nostálgico. Se o lançamento do mangá é uma dor de cabeça, imagine quando for lançado de fato, quando as vendas ficarem bem abaixo do esperado – o que provavelmente acontecerá – e ter que segurar essa bomba por 4 anos (ou mais)! Sem contar que ocupará espaço de vários mangás mais interessantes que poderiam ser lançados e até ter um retorno melhor.

    Uma coisa é cancelar algo já lançado, que já tem uma base de consumidores instalada e que ficarão abandonados; outra é cancelar um anúncio de lançamento que foi expressamente dito que não tinha nada de concreto.

    Curtir

    1. “não foi popular por aqui e nem tem tanto apelo nostálgico”
      Falou besteira meu caro. InuYasha tem uma grande fanbase no Brasil.
      Publicaram 112 volumes e não cancelaram, e não seria agora que iriam cancelar o mangá, ainda mais com as vantagens de hj em dia.

      Curtir

  6. Gosto muito de Inuyasha, vou ficar sempre naquela expectativa de chegar na banca e ver esse mangá perfeito de preferência numa versão parecida com a do Death Note.

    Curtir

Deixe seu comentário^^ (mas não brigue com o amiguinho, se discordar da opinião do colega, discorde com educação).

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s