Review

Resenha: Last notes #01

O mais novo shoujo…

De todos os três lançamentos da editora Panini no mês de julho o menos badalado deles é Last Notes, mangá de Kanoko Sakurakouji, mesma autora de Black Bird. Serializado entre 2013 e 2014 na revista Betsucomi, da Shogakukan, Last Notes é um shoujo de apenas 3 volumes e que foge do lugar comum do romance escolar que muita gente acha que é sinônimo de shoujo, ao ponto de existirem pessoas confundindo shonens típicos como Nisekoi e Your Lie In April com shoujo, só por causa da temática.

Last Notes trabalha mais com o lado sobrenatural, mas sem deixar o slice of life, a comédia e o drama de lado. É uma obra interessante para quem deseja um shoujo “diferente” do senso comum, mas ao mesmo tempo “igual” a outras obras… Porém, estamos nos adiantando, vejamos agora um pouco mais sobre esse título…


Sinopse oficial


“Hangonkou” é uma misteriosa madeira perfumada encontrada na filial da Loja de Incensos Nitou, que, quando queimada, mostra a imagem de uma pessoa que gostaríamos de encontrar em meio à fumaça. Todos os clientes que visitam essa loja, localizada em um beco da cidade baixa, são pessoas problemáticas… Certo dia, a bela Emiru, neta do senhor Goshima, fornecedor do hangonkou, surge de repente na loja e dá início à nossa história…


História e desenvolvimento


No Japão existe uma grande empresa que vende incensos e sua sede é um prédio enorme. Essa empresa possui uma filial pequenininha, sem placa e de difícil acesso. No entanto, essa filial possui um artefato chamado “Hangonkou”, uma madeira misteriosa que, quando queimada, mostra a imagem de um ente querido falecido que gostaríamos de encontrar. Ou pelo menos é isso o que dizem…

Nessa loja, trabalham Aki e Haru, dois sujeitos gentis e diferentes entre si. Eles são os responsáveis pela loja e se “especializaram” na venda do “Hangukou”. Porém, um dia, a madeira começa a faltar e eles recebem a visita de Emiru, neta do fornecedor da madeira que os informa que o avô dela havia falecido.

Embora tenhamos uma parte inicial mostrando os rapazes e seu ofício (e nos relevando que o hankugou pode ou não funcionar,  a depender dos sentimentos da pessoa que o usar), a história começa de verdade nesse ponto, quando Emiru entra em cena. A garota termina por ficar hospedada com os dois e o restante do mangá mostra a interação entre eles, bem como a insegurança por parte da garota, que acha que eles só sã gentis com ela porque acham que ela sabe como conseguir a madeira especial.

De verdade, a história e Last Notes é apenas isso, não tem nada de inovador, é mais do mesmo, mas ainda assim muito interessante. A narrativa é bastante leve, com umas pitadas de comédia aqui e ali, e uma pitada maior de drama que é o que leva a história. Os personagens que vão em busca do Hangukou tem cada um o seu desejo e a sua história e, do mesmo modo, Emiru também tem a sua.

O que torna a história mais leve ainda é a dualidade entre “pessoas boas” x “pessoas más” sempre presente e com a “vitória”do lado do bem. Quem possui um coração sincero terá o desejo atendido, quem não possui acabará por gastar dinheiro à toa^^. Last Notes é apenas isso, um slice of life com toques de fantasia, e pitadas de comédia e drama e, ainda assim, ou justamente por isso mesmo, bem divertido de acompanhar…


A edição nacional


O mangá veio no formato 13,7 x 20 cm e miolo em papel jornal. Como é costume na editora, o mangá ainda possui capas internas coloridas. De modo geral, a edição está boa, sem problemas de encadernação, permitindo a leitura sem maiores problemas. O papel do miolo é aquele padrão de sempre da Panini, meio acinzentado. Não sendo o usado em Your Lie In April, dá para o gasto^^.

A adaptação também é aquele padrão Panini de sempre do qual sempre reclamo aqui. A editora usa mais uma vez honoríficos sem qualquer necessidade prática, causando uma sensação de falta de verossimilhança em leitores mais exigentes como este que vos escreve, além de fazer a leitura ficar meio travada em alguns momentos. Não é uma adaptação que podemos considerar boa.

Outro ponto que deve ser comentando nesse sentido é a ausência de glossário. Não havia espaço para a editora colocar e não fazia gasta um “caderno” a mais apenas para isso. Porém, a empresa também não colocou notas para explicar os honoríficos. Está certo que mesmo se tivesse explicação não ajudaria em nada, visto que as explicações são bastante simplórias, mas ao menos serviria para os novatos não ficarem se perguntando o que são aqueles termos estranhos…


Veredicto


Last Notes não é nenhum poço de inovação e nem tem qualquer coisa que destaque o mangá de qualquer outro lançado no Brasil. A capa também não é muito chamativa, por vezes genérica, que você olha, compara com um outro qualquer e vai preferir comprar o “qualquer”.

Entretanto Last Notes não é ruim e o primeiro volume consegue entreter e divertir bastante. Embora sua história seja o de sempre, com os personagens bonzinhos de sempre, ele é bem construído narrativamente e consegue progredir bem.

É claro que, assim como a maioria dos mangás, ele não é para todo mundo. Last Notes é recomendado para quem gosta de histórias slice of life com um pouco de fantasia, misturada com pitadas de comédia e drama. Se você não gosta disso, melhor passar longe…


Ficha Técnica


TítuloLast Notes

Autor: Kanoko Sakurakouji

EditoraPanini

Acabamento: Papel jornal

Número de volumes: 3

Preço: R$ 13,90

Onde comprarAmazon

***

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

BBM

Anúncios

Deixe sua opinião. Seu comentário é muito importante para nós^^.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s