Notícias

Conheça os mangás indicados ao Prêmio HQ Mix 2016

Será que algum ganha?

O troféu HQ Mix (a maior premiação brasileira de quadrinhos) divulgou a lista de títulos indicados a concorrer nas diversas categorias. Embora sempre envolto em polêmicas diversas, o prêmio é importante para o mercado de quadrinhos e costuma dar um pouco de visibilidade às obras ganhadoras.

Neste ano, vários mangás foram indicados ao prêmio. Vale lembrar que embora estejamos em 2017, os indicados necessariamente teriam que ter sido lançados em 2016. Dito isto, listaremos todas as categorias em que os mangás foram indicados:

***

Edição especial estrangeira

The Ghost In The Shell, de Masamune Shirow (JBC)

O mangá concorre com os seguintes títulos: A GIGANTESCA BARBA DO MAL (NEMO); HIP HOP GENEALOGIA (Veneta); NIMONA (Intrínseca); O SOLDADOR SUBAQUÁTICO (Mino); PARKER VOL 2 – A ORGANIZAÇÃO (DEVIR BRASIL); RUINAS (Jupati); SAGA VOLUME 3 (DEVIR BRASIL); SOPA DE LÁGRIMAS (Veneta); VERÕES FELIZES 1 – RUMO AO SUL (SESI-SP EDITORA).

Projeto Editorial

The Ghost In The Shell, de Masamune Shirow (JBC)

O mangá concorre com os seguintes títulos: A LIGA EXTRAORDINÁRIA DOSSIÊ NEGRO – ED LUXO LIMITADA (DEVIR BRASIL); ALÉM DOS TRILHOS (Pingado- Préss); BULLDOGMA (Veneta); CATÁLOGO FIQ 2015 (FIQ); COISAS DE ADORNAR PAREDES (Quadrinhofilia); FIQ JOVEM – TURMA DE 2016 (FIQ); FRONT – 15 ANOS, UMA HISTÓRIA (Via Lettera); MEMÓRIAS DO MAURICIO (PANINI); MODELO VIVO (Boitempo).

Publicação de clássico

Blade: a lâmina do imortal #02, de Hiroaki Samura (JBC)

Lobo Solitário, de Kazuo Koike e Goseki Kojima (Panini)

As obras concorrem com: 4 AVENTURAS DE SPIROU E FANTASIO (SESI-SP Editora); ELEKTRA ASSASSINA (PANINI); OS ÚLTIMOS DIAS DE POMPEO (Veneta); PEANUTS COMPLETO – 1965-1966 VOL 8 (LPM); PRÍNCIPE VALENTE NOS TEMPOS DO REI ARTHUR (Pixel); SHARAZ-DE – CONTOS DE AS MIL E UMA NOITES VOL 1 (Figura); SOPA DE LÁGRIMAS (Veneta); ZÉ DO CAIXÃO (Jupati Books).

Publicação em minissérie

Anohana 03, de Mitsu Izumi (JBC)

Eden it’s an endless world 09, de Hiroki Endo (JBC)

Orange 05, de Ichigo Takano (JBC)

Parasyte 10, de Hitoshi Iwaaki (JBC)

Eclesiástico Mangá, de Richarde Guerra (100% Cristão)

Quack 03, de Kaji Pato (Draco)

Os títulos concorrem com: CRÔNICAS DE UM MUNDO MORTO (Vox Mortis Comics); GREG – O CONTADOR DE HISTÓRIAS (Criativo Editora); MINISSÉRIE – GUERRAS SECRETAS (PANINI); PATRIA ARMADA 03 (Instituto HQ)

Publicação Independente edição única

The Hype, de Marcel Ibaldo e Max Andrade.

Ele concorre com: ARROZ; EXE – ESPLENDOR X EFÊMERO; MÃE, EU QUERO UM APOCALIPSE ZUMBI!; MORTE BRANCA; NÃO ACREDITE EM GNOMOS; O CÃO E A MÃO DO CORAÇÃO; PÁGINAS EM BRANCO; SE MEU CÃO FALASSE TUDO SERIA POESIA; TINTA FRESCA – DESTINO TRAÇADO.

Publicação Juvenil

Orange, de Ichigo Takano (JBC)

O título concorre com: BIDU JUNTOS (PANINI); HITOMI (Balão Editorial); HORO – O CASTELO DA NEBLINA (independente); MISS MARVEL – QUESTÕES MIL (PANINI); MÔNICA FORÇA (PANINI); O SEGREDO DA FLORESTA (PANINI); PÁGINAS EM BRANCO (independente); TURMA DA MÔNICA JOVEM (PANINI); VALENTINE VOL 1 (SESI-SP Editora).

Publicação Mix

Henshin Mangá #02 (JBC)

O título concorre com: ANTOLOGIA HQ – PROJETO HQ CEARÁ (Edições Demócrito Rocha – EDR); CATÁLOGO FIQ 2015(FIQ 2015); CLÁSSICOS REVISITADOS VOL 04 HISTÓRIA & SCI-FI (Editora Quadrinhópole); FIQ JOVEM – TURMA DE 2016 (FIQ); FRONT – 15 ANOS, UMA HISTÓRIA (Via Lettera); MEMÓRIAS DO MAURICIO (PANINI); O DESPERTAR DE CTHULHU EM QUADRINHOS (Editora Draco); SELVA – A GAZETA GRÁFICA (independente); VISUALIZANDO CITAÇÕES VOL 02 (independente).

Editora do ano

JBC

Panini

Elas concorrem com: AVEC EDITORA; DEVIR BRASIL; EDITORA MINO; EDITORA NEMO; EDITORA VENETA; JAMBÔ EDITORA; QUADRINHOS NA CIA; SESI-SP EDITORA.

Para saber os indicados em demais categorias, basta clicar aqui.

***

Ano passado, apenas o mangá nacional Quack – patadoras voadoras da editora Draco conseguiu algum prêmio e, ainda assim, apenas em uma categoria especial destinada justamente aos mangás. Em 2015, a editora JBC ganhou como melhor editora do ano, ao lado da Veneta.

Em outros anos, no entanto, tivemos vitórias esparsas de alguns mangás. Podemos citar a vitória, em 1992, de Katsuhiro Otomo (Akira) e, em 2003, de Takehiko Inoue (Vagabond) na categoria melhor desenhista estrangeiro. Já Osamu Tezuka (Buddha), em 2006, e Kazuo Koike (Lobo solitário), em 2007, ganharam como melhor roteirista estrangeiro.

Os mangás Vagabond, Lobo solitário (3 vezes) e Gen Pés Descalços (2 vezes) também ganharam em algumas categorias ao longo dos anos. A maior surpresa em termos nipônicos não foi um mangá e sim a vitória na categoria revista infantil dos quadrinhos de Sailor Moon lançados pela editora abril no distante ano de 1997.

***

Será que este ano teremos algum ganhador?

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

BBM

Anúncios

2 thoughts on “Conheça os mangás indicados ao Prêmio HQ Mix 2016”

  1. Eu acho que quem fez esse categoria “Publicação em minissérie” é o povo do Guia dos Quadrinhos…

    Pq porra, chamar Eden, Parasyte, Orange de minisérie é no minimo quando Perdido em Marte concorreu a um prêmio por Melhor Comédia.

    Curtir

Deixe sua opinião. Seu comentário é muito importante para nós^^.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s