Review

Resenha: After school of the earth

after-schoolQuando a vida na Terra termina…

Por alguma razão esquisita, alguns consumidores de mangás ainda hoje acham que se um mangá é desconhecido significa que ele é, automaticamente, ruim. Segundo eles, seria melhor trazer obras populares e que venderiam mais do que lançar esses títulos “que ninguém pediu”. A verdade, porém, é que alguns títulos desconhecidos são melhores do que 90% dos mangás populares publicados no Brasil.

Um dos títulos que sofreu com essa desconfiança foi After school of the earth ou Chikyuu no Houkago, de Akihito Yoshitomi (mesmo autor de Eat-Man). Anunciado no Brasil em 2014, o título passou despercebido por muita gente e foi taxado como mais uma obra desconhecida e ruim que a JBC iria trazer.

Motivos não faltavam. A capa com crianças de biquini e uma temática estranha fazia a obra parecer um grande compêndio de fanservice. Embora realmente exista isso na obra, ela está longe de ser ruim e nos apresenta uma história divertida e intrigante. Misturando slice of life com mistério, a obra progride num crescendo e termina fazendo o leitor ter a certeza de que não desperdiçou dinheiro.

img_20170209_120711


SINOPSE OFICIAL


A maior parte da humanidade sumiu por conta de um misterioso fenômeno. Quatro sobreviventes, que talvez sejam os últimos humanos do planeta, se encontraram e agora compartilham uma existência pacífica. O garoto chamado Masashi, as duas adolescentes, Sanae e Yaeko, e uma garotinha chamada Anna, têm a sensação de estarem vivendo um permanente “período pós-escola”, esperando que o restante da raça humana reapareça, ou “volte pra casa”. Conforme os dias passam, coisas estranhas vão acontecendo. Será que eles descobrirão o que se passou com a Terra?


HISTÓRIA E DESENVOLVIMENTO


A impressão mais marcante que fica do primeiro volume de After school of the earth é que o mangá é apenas uma história sem sentido, feito apenas para ver discussões e mais discussões sobre o tamanho dos peitos das protagonistas e a vontade de uma dessas de “perpetuar a espécie” com único homem do local.

img_20170206_233528
Uma de muitas falas sobre peitos…

Em uma primeira análise não há nada de errado com essa descrição, mas ela é bastante redutora e faz muitas pessoas se afastarem do título sem se quer dar uma chance a ele. After school of the earth não é (só) sobre peitos, ele tem uma história interessante que envolve uma mistura de slice of life, mistério e, até mesmo, um pouco de viagem no tempo.

Nesse mangá acompanhamos o cotidiano das garotas Anna, Sanae e Yaeko e do rapaz Masashi, em uma Terra pós-apocalítica, na qual só restaram os quatro jovens adolescentes. Na história, a humanidade foi surpreendida pelo aparecimento de seres chamados Phantoms que começaram a “caçar” os humanos e os fazer desaparecer. Não havia nada que as pessoas pudessem fazer e, com o tempo, toda a população foi sendo dizimada. No fim, por sorte, coincidência ou força divina, restaram apenas quatro jovens que não se conheciam até então.

Sozinhos naquele mundo, eles não sabem o que aconteceu com as pessoas e esperam para que um dia todos os humanos possam voltar a habitar o planeta. Enquanto esperam, os jovens acabam por viver juntos e tendo que se manter sozinhos. Como não há mais ninguém no planeta, não existem carros, energia elétrica convencional e, tampouco, lojas funcionando. Tudo está abandonado. Porém, encontramos os personagens vivendo um clima de amenidades, como se estivessem de férias e apenas realizassem simples tarefas.

Durante boa parte dos capítulos Masashi e as garotas apenas se divertem, fazem um filme, cosplay, nadam, etc. Às vezes até esquecemos que eles estão em um terra sem mais ninguém, que existe um mistério por trás do desaparecimentos dos seres humanos, e pensamos que eles estão lá a se divertir e apenas isso…

Porém, eles estão em uma terra apocalíptica e eles precisam cultivar a própria comida, reaproveitar a água e a única fonte de energia existente é a solar. Além disso, os Phantoms ainda existem e os ameaçam.

Quem seriam eles e por que pareceram na Terra? Esse é um mistério que permeia todos os seis volumes do mangá. Em meio ao cotidiano vivido por Masashi e pelas garotas e às lembranças que eles tinham do mundo antes do surgimento desses seres, o enigma dos Phantoms é sempre discutido e reavaliado. A cada volume acontece um plot twist que revira todas as certezas e faz o mistério do mangá ficar melhor. Porém a história não é tão simples, pois os únicos sobreviventes do planeta ainda se veem envolvidos em estranhas viagens no tempo que eles não sabem como e nem o porquê de terem acontecido, além de terem sonhos misteriosos em conjunto.

After school of the earth é realmente um mangá intrigante em que a narrativa nos prende com o carisma dos personagens e depois nos prende novamente com um mistério muito bem desenvolvido. Mas ele não é só isso, há mais coisas no mangá, boas e ruins…

-Um pouco mais do mundo pós- apocalíptico

Toda e qualquer obra pós-apocalíptica busca passar uma imagem de destruição e de desolação. Essa, porém, não é a mensagem passada pelo mangá. Os personagens sentem falta das outras pessoas, relembram suas vidas e querem voltar a elas. Porém predomina o clima de amenidade. Os quatro sobreviventes são amigos e se tornam uma verdadeira família, um protegendo o outro.

Não fosse a ameaça dos Phantoms, ainda presente, a vida deles seria só alegria e paz naquela terra sem ninguém. Porém, a vida de paz não é somente para os quatro humanos sobreviventes, ela também é boa para os animais selvagens e para a natureza, o que nos leva ao próximo ponto.

-A questão ambiental

Mangá não é apenas entretenimento. Mesmo obras juvenis buscam passar alguma mensagem ao leitor. A maioria delas é sobre amizade e companheirismo, mas algumas buscam ir um pouco além. Em 2014, a JBC lançou vários mangás nessa pegada do “ir além”, como Lúcifer e o Martelo, Prophecy e After school of the earth.

A grande crítica de After school of the earth é a questão ambiental. Desde o primeiro volume é colocado de forma evidente os males que a humanidade faz ao meio-ambiente. Masashi, o protagonista, consegue pescar vários peixes na beira da praia, sem qualquer esforço. Como não há mais seres humanos, os animais selvagens podem se multiplicar à vontade. O mesmo vale para o aparecimento de uma baleia bem perto da costa da praia. Isso é muito significativo, afinal a obra se passa no Japão, é destinada aos japoneses, e todos sabem do costume de caça à baleia que existe por lá.

Há toda uma crítica ao comportamento humano e especialmente nipônico no que toca às questões ambientais. Durante o passar dos volumes isso se mostra mais ainda, com a presença de animais que se acreditava extintos no Japão. Tartarugas no meio da cidade, etc. Todo o clima slice of life e de mistério está envolto na questão ambiental. O melhor é que não fica forçado, não fica parecendo que a obra quer te ensinar uma lição…

img_20170208_155528
Família de lobos de uma espécie já extinta…

-Os problemas do mangá

O que são os Phantoms? O mangá nos responde de modo satisfatório e tudo é bastante coerente com o que é discutido ao longo dos volumes. Porém esse não é o único fenômeno que acontece. Há viagem no tempo e sonhos que querem dizer alguma coisa.

A explicação da viagem no tempo parece ser fantasiosa, ainda que cientificamente embasada naquele mundo. Basicamente, o autor utiliza-se de um conceito aparentemente inventado por ele e o usa para explicar a viagem temporal. Não é algo que seja jogado, pois o conceito é citado ao longo dos volumes, mas a explicação foi muito rápida e confusa.

Já a explicação sobre os sonhos parece forçada. A gente meio que tem que acreditar que se trata de algum reflexo da viagem no tempo. Está tudo interligado no fim das contas, mas a explicação sobre os sonhos simplesmente não fez o menor sentido…


VEREDICTO


After school of the earth não é nem de longe um mangá perfeito. Algumas piadas podem soar forçadas e excessivas (quantas vezes a piada sobre peitos foi feita?), e há uma explicação não muito convincente no final, mesmo assim a obra agrada bastante e possui uma leitura muito divertida e prazerosa. É um mangá ótimo para passar o tempo e se imaginar em um mundo de paz sossego depois que ele teria se acabado.

***

Ficha Técnica

Título: After school of the earth

Autor: Akihito Yoshitomi

Editora: JBC

Acabamento: Papel jornal + páginas coloridas em couchê

Número de volumes: 6

Preço: R$ 13,90

Onde comprar: Amazon / Americanas / Saraiva / Submarino


Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

BBM

Anúncios

3 thoughts on “Resenha: After school of the earth”

  1. Eu tenho um gosto estranho e prefiro algumas coisas fora do mainstream e torço o nariz pros “shonenzão porradeiro super populares” (apesar de não ter nada contra).
    Existem muitas obras que parecem bobas e descompromissadas e do meio pro fim o enredo se torna denso e misterioso, acho que os japoneses gostam desse tipo de produto. Não conheço muitos mangás nesse formato, pois minha base vem dos animes e comecei a ler mangás a menos tempo, mas tem vários animes que a primeira vista são bobos e depois ficam muito bons, como Noein, Now and Then Here and There, Shinsekai Yori, Steins;Gate, o próprio Evangelion que no início parece apenas um anime de colegiais matando monstros gigantes em mechas e depois né…

    Muito bom o post Kyon, se puder indicar mais bons mangás que a primeira vista não parecem bons, agradeço.

    Curtir

    1. Não coloque tudo no mesmo balaio.

      After school of the earth não possui explicação “porque sim”. O autor criou uma teoria no mundo dele e a partir dela criou as explicações. Não tem nada de errado. Ele fez tudo certinho. Melhor do que boa parte das obras famosas publicadas no Brasil. O único problema foi a explicação dos sonhos que precisava ser mais elaborada. Mas isso não é um problema que sirva para fazer o mangá ficar ruim.

      Já o Senhor dos Espinhos é completamente diferente, ele é ruim desde o início…Quer dizer, ele até é legalzinho, mas depois do volume 3 não tem salvação. É coisa sem sentido, atrás de coisa sem sentido que não é explicada dentro do mundo criado pelo autor.

      Curtir

Deixe sua opinião. Seu comentário é muito importante para nós^^.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s