Retrospectiva

Retrospectiva 2016 – Lançamentos de 2016

E uma comparação com 2015…

Em nossa retrospectiva de hoje, listamos aqui os mangás que foram lançados no ano que se encerrou. Ao todo foram publicadas 58 obras novas em 2016, entre mangás, databooks, artbooks, light novels, etc. Em relação a 2015, quando começaram a sair 84 novas obras, esse número representa uma queda de quase 32%.

Mesmo com a Panini aumentando sua participação no mercado em 2016, a queda no geral se fez sentida, pois JBC, NewPOP e Abril diminuíram, e muito, seus lançamentos de um ano para o outro. Abaixo você confere os lançamentos mês a mês e, ao final, uma tabela comparativa com 2015.


Janeiro


-Star Wars – uma nova esperança (Abril)

-Databook: One Piece Yellow (Panini)


Fevereiro


-Black Rock Shooter – Innocent Soul (Panini)

-Guia Mangá de Circuitos eletrônicos (Novatec)

-Lovely Complex (Panini)

-Rurouni Kenshin – versão do autor (JBC)

-Vagabond (Panini)


Março


-Akame ga KiLL (Panini)

-Blood Blockade Battlefront (JBC)

-Guia Mangá Dinâmicas dos fluídos (Novatec)

-Guia Mangá Motores elétricos (Novatec)

-One-Punch Man (Panini)


Abril


-Knights of Sidonia (JBC)

-Pandora Hearts (Panini)

-Star Wars – O império contra-ataca (Abril)

-UQ Holder! (JBC)


Maio


-Arakawa Under The Bridge (Panini)

-Ninja Slayer (Panini)

-Mangá Francês: Pen Dragon (Alto Astral)


Junho


-Anohana (JBC)

-Ore Monogatari!! (Panini)


Julho


-21 st Century Boys (Panini)

-Ajin (Panini)

-Fallen Moon (NewPOP)

-Fullmetal Alchemist (JBC)

-Mangá Nacional: Hansel & Gretel (NewPOP)

-Helter Skelter (NewPOP)

-Log Horizon (NewPOP)

-Log Horizon – novel (NewPOP)

-Noragami (Panini)

-O Jardim das palavras (NewPOP)

-The Testament of sister new devil (Panini)

-The Wedding Eve (Panini)

 


Agosto


-Black Rock Shooter – The Game (Panini)

-Não mexa com minha filha! (Alto Astral)

-Ulisses (L&PM)

-Yo-kai Watch (Panini)


Setembro


-Guia Mangá Concreto (Novatec)

-Mangá Nacional: Henshin Mangá #02 (JBC)

-O segredo de Natsuki (Alto Astral)

-Rust Blaster (Panini)


Outubro


-Mangá Americano: Machbeth  (Record)

-My Hero Academia (JBC)

-Naruto Gaiden (Panini)

-Pokémon (Panini)

-Saintia Shô (JBC)

-Slam Dunk (Panini)


Novembro


-Nijigahara Holograph (JBC)


Dezembro


-Artbook: CdZ The Lost Canvas ilustrações (JBC)

-Bestiarius (Panini)

-Blame! (JBC)

-Cavaleiros do Zodíaco – Kanzenban (JBC)

-Databook: Naruto O guia secreto da formação (Panini)

-Laços proibidos (Alto Astral)

-Lobo solitário (Panini)

-Mangá Israelense: O divino (Geektopia / Novo Século)

-The Ghost In The Shell (JBC)

-The God’s Lie (Panini) – a ser lançado até 10 de janeiro.


RESUMO


2016

2015

Artbook 01
Databooks 02 02
Mangás Americanos 01 —-
Mangás coreanos 01
Mangás franceses 01 03
Mangás Israelenses 01
Mangás Nacionais 02
Mangás para estudos 04 01
Mangás japoneses de Ficção 45 73
Novels 01 04

Total

58

84

Leia também:

Retrospectiva 2016 – Editora JBC

Retrospectiva 2016 – Editora NewPOP 

Retrospectiva 2016 – Editora Panini

Retrospectiva 2016 – Outras editoras

Retrospectiva 2016: uma nova perspectiva para shoujos e joseis no Brasil?

Retrospectiva 2016: De novo, o ano dos relançamentos

Retrospectiva 2016: Mudanças de distribuição

Retrospectiva 2016: Databooks e Artbooks

Retrospectiva 2016 – O escasso ano de Light Novels

***

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

BBM

Anúncios

7 thoughts on “Retrospectiva 2016 – Lançamentos de 2016”

  1. Esse levantamento mostra claramente como a crise afetou o mercado que tanto amamos, o de mangás.

    Mas se há um lado bom nessa história, é que pude ter um controle melhor em minhas compras mensais, mesmo atrasando por algumas meses ao longo do ano, devido a alguns percalços.

    Torço para que neste ano o número de publicações iguale ou ao menos se aproxime da quantidade do ano retrasado.

    Curtir

  2. Particularmente eu achei um ano muito bom para os mangás, nem tanto pela quantidade de títulos lançados, mas sim pelos próprios títulos. Outro detalhe é a qualidade das edições, não apenas o papel em si, mas o trabalho que os editores tiveram com os detalhes. Várias obras com conteúdo extra, glossário, algumas com orelhas, capas e lombadas cada vez mais bonitas, traduções e adaptações bem feitas…
    Noto que as editoras nacionais estão realmente levando o negócio a sério, apesar de não termos tanta coisa como 2015 e essa quantidade menor não me incomoda, pelo contrário, dá um alento ao bolso e tbm proporciona mais tempo para se ler (ou até reler) as obras que já possui na estante.
    Posso até estar falando alguma besteira sem muito embasamento, mas nos últimos dois ou três anos estamos vivendo uma era muito boa no mercado nacional de mangás, claro guardando as devidas proporções. Acho que o público deveria aproveitar essa era, pois não sei por quanto tempo vai durar com a economia péssima e a política destruindo o país.

    Curtir

  3. Esse ano foi da Qualidade! Espero que 2017 a quantidade e qualidade seja melhor nivelada.

    E Kyon_45, que tal um artigo de Apostas para o Mercado Nacional de Mangás? :3

    Curtir

Deixe sua opinião. Seu comentário é muito importante para nós^^.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s