Utilidades

BBM Responde: Qual o melhor papel para um mangá?

stockvault-doubt-and-solution-solutions-and-ideas-concept182817-1024x664

E outras questões comuns!

Voltamos com mais um BBM Responde, uma coluna voltada para responder perguntas que encontramos nas redes sociais e sites. A proposta aqui é responder questões simples, mas que muitos leitores e colecionadores brasileiros têm dúvida. Igualmente a coluna tem como objetivo ajudar aquele novo leitor de mangá a navegar pelo nosso mundo que às vezes pode ser muito exclusivo.

Começaremos com um ritmo semanal, respondendo algumas perguntas dentro de um mesmo tema, dando dicas e ajudando os usuários a encontrarem as informações que precisam. Aproveitamos e convidamos também nossos leitores mais antigos a dividir suas dicas e experiências. Além disso sintam-se livres para usar esse espaço como um FAQ e perguntar qualquer coisa.

***


  • Qual o melhor papel para um mangá?

Esta é uma pergunta até comum, mas não há uma resposta, já que a escolha do material a ser usado vai depender de vários outros fatores, por exemplo:

Preço: Diferentes papéis e gramaturas custarão diferente também, obviamente, a escolha do papel interferirá no preço final e assim a viabilidade da obra. Quanto o meu público está disposto a pagar por um volume? Qual o preço ideal para o meu produto? Há espaço para encarecer meu produto com papel de características melhores?

Disponibilidade: Se vou lançar uma obra de 20 volumes, idealmente seria interessante produzir todos eles com o mesmo papel. O papel que tenho em mente tem disponibilidade? É fácil de conseguir com as características que preciso na quantidade que necessito?

Objetivos: Qual a intenção da minha publicação? Publicar algo econômico? Fazer um artigo de luxo? Fazer uma versão “normal”? Qual papel seria adequado para o que tenho em mente?

Gosto do público: Meu público está acostumado com um certo tipo de papel? Qual os papéis que eles preferem? O que eles esperam deste tipo de produto? Com que finalidade eles compram?

A soma de tudo isso que dará a resposta de qual papel será o ideal para a sua publicação. Inclusive diferentes respostas para diferentes países, anos e realidades em geral. Dificilmente entra numa questão de certo ou errado, mas estratégias diferentes, embora certa proposta possa, para aquele público em específico, ser considerado ruim e errado, como é a “transparência” para uma parcela significativa dos consumidores brasileiros de mangá (mesmo tendo sido comum no passado ou comum em outros países).


  • Quero lançar um mangá, como faço então para escolher? 

Em casos assim as gráficas oferecem ajuda, procure empresas da área, eles irão perguntar dimensões, objetivos e preferências, sem contar com tiragens e outros detalhes. Com essas informações eles providenciarão orçamentos com diferentes opções e alternativas. Existem gráficas menores especializadas exatamente em cliente menores e sem experiência prévia. Mas é importante sempre ter alguma noção mínima ou procurar orçamento junto a diferentes empresas, já que há sempre pessoas que possam se aproveitar dessa ignorância e inexperiência da área.


  • Qual papel é melhor: Pólen Soft ou Lux Cream?

nãobrancoExiste uma certa birra com a JBC e seu uso de Lux Cream, um papel offwhite de gramatura reduzida. Mas a verdade é que decidir qual é melhor acaba sendo uma questão novamente de ponderar as várias questões envolvidas. Cada tipo de offwhite tem diferentes qualidades e características, como toque macio, gramatura disponível, variação de cor do amarelo ao cinza, espessura. Não há melhores, há opções diferentes.


  • Como evitar que os mangás amarelem?
    Como conservar meu mangá?

O amarelamento do papel é devido principalmente à oxidação dos metais pesados presentes na página, além da degradação da lignina e da celulose. A única forma de se proteger a obra é criando um ambiente fechado e escuro com uma atmosfera e ambiente neutros (que não afetam a página e seus componentes). Uma das formam fáceis é lacrar com um plástico bem vedado, mas não se trata de um método 100% eficaz, já que temperatura, exposição ao sol e o ar preso dentro (que pode incluir bactérias e fungos) continuam afetando o produto.

foto0020Infelizmente impedir que seu papel jornal amarele é uma batalha que você vai perder em algum momento, já que a lignina e a celulose são substâncias cruas que irão se desfazer gradualmente independente de cuidados, é uma mera questão de atrasar o máximo possível que tal aconteça. E mesmo que você consiga conservar a cor da página, isso não significa que a composição dela continua a mesma. Começa a ocorrer a perda da coesão e as páginas com o tempo podem ficar quebradiças e se desfazerem. Mas antes que isso aconteça, seu livro já passará de um livro legível para um livro de exposição, já que lê-lo se torna inviável sem cuidados ainda mais extremos.

É comum que as pessoas questionem isso, comentando como existem jornais antigos ainda preservados e ou como são donos de um produto de mais de 50 anos. Na verdade, o papel chamado de jornal foi inventado na metade do século 19, até então os papéis usados nos jornais possuíam tecido na sua composição e por isso existem cópias “inteiras” até hoje. O papel utilizado atualmente é muito recente e o mais econômico e simples até então, as publicações mais antigas desse material tem de 100 a 150 anos de vida, esses são guardados em ambientes controlados ao extremo, apenas por isso estão preservados. Outros tipos de papéis conseguem ter literalmente centenas de anos nas condições ideais. Atualmente em vez de se tentar preservar esse tipo de material, que é um verdadeiro pesadelo, são feitas cópias digitais ou em microfilme das publicações para armazenamento.

Assim quando dizemos que o papel jornal tem validade e dias contados, não significa que em 20 anos você vai abrir o livro e descobrir que virou pó, seu mangá deve conseguir sobreviver várias décadas  se bem tratado, mas jamais conseguirá chegar às centenas ou milhares de anos como as publicações antigas à base de tecido e outros materiais, que, diga-se de passagem, ainda estão conservados até hoje.

Se quiser aprender mais técnicas ou apenas entender mais do assunto, procure livros sobre a conservação de livros e papel. 🙂

p>


  • Papel Lux Cream amarela?

O Lux Cream é um papel tratado, logo ele envelhece, mas não amarela da mesma forma que os papéis jornais. A grandíssima maioria da lignina e dos metais pesados são retirados, mas ele ainda sofre degradação e desgaste a depender de más condições, como exposição ao sol, à umidade e corrosivos no ar.

Isso vale para vários outros tipos de papel também da família offwhite. Até mesmo o offset também tem alguns tratamentos mínimos, mas no caso dele acontece a degradação mais fácil da celulose que pode também causar o efeito de amarelamento.


  • A capa do meu mangá não fica fechada

Existe dois motivos que ajudam a causar esse inconveniente: um é o tipo de capa e encadernação, o outro é o uso.

Basicamente o papel das capas, especialmente o cartonado, é flexível, mas também deformável. Quanto mais você força a capa para fora ou abre o volume e pressiona as páginas contra ela, mais pressão o material da capa sofre e mais deformação ocorre. Esse acúmulo de deformação durante uma leitura de 200 páginas  resulta nas “capas pulando”.

Esse tipo de coisa não ocorre em capas duras por causa do seu peso. Em capas muito flexíveis como as revistas isso não ocorrerá também, não só por serem muito flexíveis como por serem capas sem quase nenhuma resistência, ou seja, não conseguem vencer a gravidade por serem fraquíssimas. Acaba sendo um problema típico de capas cartonadas e semelhantes e obras com papel offset e gramaturas maiores (sim, às vezes até os papéis saltam para fora).

A única forma de corrigir é colocando o livro deitado e exercer peso uniforme em toda a área da capa por um certo tempo. Entretanto, casos mais extremos o livro pode nunca mais voltar a fechar perfeitamente, simplesmente pela deformação ser muito grande ou o material não ser flexível o bastante.


  • O que é capa cartonada?

Capas cartonadas são as capas feitas na gramatura alta, às vezes chamada de cartões: 115g a 300g. É a mesma gramatura utilizada em embalagens e caixas de papel, com as de bombom da Nestlé e Garoto ou as de pasta de dente.


  • Como descubro a gramatura do meu livro?

Descobrir isso é complicado para o consumidor comum. Algumas obras possuem essa informação ao final do livro, mas caso não tenha, a melhor forma é perguntar para a editora.

Agora se todo mundo se recusa a te responder, é possível calcular a gramatura usando o peso da página e suas dimensões. É na verdade uma simples conversão, já que gramatura nada mais é que gramas por metro quadrado. Uma simples regra de três, onde você deve calcular qual seria o peso daquela página se ela tivesse um metro quadrado. A possibilidade entretanto de que você tenha uma balança que consiga pesar uma folha de papel é bem baixa e pesar o livro todo irá contabilizar cola, capa e quantidade agora significativa de tinta e ar preso entre as páginas.

Profissionais da área geralmente conseguem mais facilmente identificar gramaturas via olho e conhecimento prévio, já que diferentes marcas e tipos de papéis só são comercializadas em gramaturas específicas. Então em vez de ter que calcular, vira uma brincadeira de identificar se é a opção A ou B.


  • Mais tópicos e matérias de interesse

Desmistificando: Offset não é papel de luxo!
Desmistificando: Lombadas e Encadernações 
Desmistificando: Por que capa e lombada dá tanto problema?
Desmistificando: Por que meu mangá veio ondulado?

Anúncios

32 thoughts on “BBM Responde: Qual o melhor papel para um mangá?”

        1. Ah, é na borda externa, aí sim faz sentido. A película está nas faces, a editora não deve ter dito a preocupação de fazer algum tratamento para proteger a área externa e essa face cortada deve estar sendo corroída.

          Curtir

          1. Pode sim estragar mais rápido, mas pode ter sido o conjunto de várias coisas, não tem como saber assim na boca a boca, é uma teoria, tá?

            Curtir

  1. A forma de conservação influência muito nessa questão do amarelamento, bem mais do que o pessoal acha. Tenho amigos que tem volumes recentes de Magi em estado lastimável, enquanto eu tenho obras como Deadman Wonderland (2011) em ótimo estado.

    Quando compro mangás de outros colecionadores eu consigo perceber ainda mais como isso varia de pessoa para pessoa. Comprei Bleach (2004) de uma garota quase tão paranoica quanto eu, e os volumes estavam incríveis, pareciam recém abertos. Em compensação, uma vez desisti de comprar Vinland Saga (2014) porque era lamentável, além de ter páginas soltas, o mangá estava todo amarelo e fedia a mofo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Sim, quanto mais sensível e cru o material, mais a conservação importa.

      Numa situação similar com outros produtos, produtos como laticínios precisam ser refrigerados e bem lacrados, ou estragam mesmo dentro de uma geladeira, ressecam, criam fungos e começam a soltar “líquidos”. Mas os queijos sem lactose, que passaram por fermentação podem ficar fora da geladeira por anos e anos. O papel jornal é o queijo cheio de lactose, pronto para estragar na menor bobeada. Rs.

      Curtido por 1 pessoa

    2. Você pode me contar os seus meios de conservação? Queria discutir como cada um faz com os seus mangás e quais os meios de que nós conservamos. Eu tenho curiosidade sobre isso e quero cuidar cada vez melhor os meus mangás.

      No máximo, os meus mangás ficam amarelinhos porque eu não tenho uma livreira para por todos, porém ficam enfileirados na vertical e são aparados cuidadosamente por suportes de livros metálicos em prateleiras. A maioria dos meus mangás estão nas prateleiras e a parede não tem nenhum sinal de infiltração. Limpo a minha coleção toda a semana e cada 15 dias mais ou menos, tiro mangá por mangá para limpar com flanela. Não costumo colocar plásticos porque uma vez vi em um canal, de um profissional dizendo que não é bom colocar os mangás em plásticos justamente por causa da respiração e a propensão de fungos como a Roses falou.
      A outra parte está guardada na estante e tomo o mesmo cuidado que com as das prateleiras, mas limpo com uma frequência diferente do que as expostas.

      Na estante bate sol e relexo de uma parece, eu encosto a cortina do meu quarto para dar uma sombrinha. Apenas 3 coleções ficam para fora da estante. E procuro evitar colocar dentro dessa estante porque ela é de carregação, então não pode colocar muito peso que ela enverga.
      Alguma dica?
      Desculpa o textão aí. (Eu sou dona de fazer textão.)

      Curtido por 2 pessoas

      1. No meu blog eu já comentei um pouco meus cuidados: https://itadakimasuanimes.wordpress.com/2015/07/09/colecao-02-cuidados/

        Eu coloco em saco, porém abro eles a cada 15 dias pra “respirar”. Minhas estantes tem portas e eu deixo elas posicionadas de forma que o sol bate nas laterais, então mesmo com as portas abertas, o sol não bate diretamente nas lombadas.

        Eu coloco todos enfileirados, pois acho que se empilhar pode acabar pesando nos de baixo, além de achar que perde um pouco a graça das lombadas.

        Sobre os sacos, tenho visto pessoal dizendo sobre evitar em capas duras, porém eu coloco e nunca tive problemas. Claro, uma coisa é colocar no saco e nunca mais abrir, outra é folhear eles a cada 15 para respirar.

        Curtido por 2 pessoas

        1. O papel offset amarela por não tirar do saquinho e não deixar “respirar’?
          As minhas primeiras edições especiais de rurouni kenshin e yu yu hakusho estão com um leve amarelamento e eu não sei o porquê. Eu nunca tirei os meus mangás dos saquinhos para respirar antes e queria saber se é por causa disso ou não…
          Se puder me responder agradeço.

          Curtir

          1. Na verdade, o amarelamento ocorre por vários motivos, deixar offset em saco, for exemplo, pode causar aumento de temperatura dentro do saco, acúmulo de bactérias e fungos que atacam o livro.
            O correto é que o livro seja ensacado com um “ar” neutro e sem elementos bacterianos e fungos, e mantido no escuro com uma temperatura controlada.
            Ao simplesmente “fazer de qualquer jeito” com um mero saquinho, você pode na verdade estar ajudando a estragar seu livro, pois cria uma condição propícia para bactérias e fungos.
            Não tem porquê colocar offset em saco assim, é um papel que suporta o ambiente muito bem, só mantenha longe da umidade e calor excessivo. Os jornais que é benéfico colocar em sacos, pois o próprio ar (que pouco afeta o offset) é o principal inimigo do papel, oxidando-o.

            Curtido por 1 pessoa

    1. Eu sei que algumas usam offset mesmo, mas de 110~g. Mas já ouvi falar de um ou outro com papéis mais “chiques”. Infelizmente essa info não é muito fácil de achar assim e eu não compro LN dos EUA. :/

      Curtir

    1. tem uma galera muito,chata, q nao quer ler o mangá em si, e sim quer deixar na estante e só.
      a jbc tinha postado de Hero Academia, um menino posto, vai vir direto da editora amarelado. eu só respondi, se voce nao sabe de papel cala a boca por favor. kkkkkk mlk fico putaço me xingo no chat e me bloqueo pra nao responder ele.

      Curtir

      1. É, tem um pessoal que é meio 8 ou 80 xD

        Acho que para títulos como Boku no Hero que são voltados para um público mais jovem e por ainda estar em andamento, faz sentido vir em papel jornal (sem falar que nada impede que o mangá seja relançado em um formato melhor daqui uns anos caso faça sucesso). Mas também não precisa crucificar uma editora por querer fazer formatos diferentes, tipo, vi um cara comentando que não quer que a JBC lance nada que ele goste porque senão vai custar R$65 reais, como se de repente todo o catálogo da editora fosse vir no padrão de GITS lol

        Curtir

        1. “… vi um cara comentando que não quer que a JBC lance nada que ele goste porque senão vai custar R$65 reais, como se de repente todo o catálogo da editora fosse vir no padrão de GITS lol!”
          – Pff… HAHAHAHAHAHA… Eu me acabei de rir desta última parte do seu comentário, Anon. Esse cara aí viajou legal! HUAHUAHUA!

          Curtir

  2. Deixar os mangás em saquinho plástico e num lugar sem umidade ajuda muito mesmo a preservar por mais tempo, e como tenho alergia à pó, mofo e coisas assim, se eu não cuidar bem das minhas coleções fico espirrando sem parar caso pegue algo mais antigo pra reler ^^’

    Mesmo assim, venho tentando evitar o papel jornal porque de fato ele estraga mais rápido; e torcendo para que futuramente relancem as obras que gosto mais em sulfite ou algo assim… se bem que não cheguei ao ponto de deixar de comprar um título que gosto muito por causa do papel ou de comprar um mangá que não gosto só por ser em sulfite e com orelhas xD

    Curtido por 3 pessoas

Deixe sua opinião. Seu comentário é muito importante para nós^^.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s