Notícias rápidas

NR 193. Notícias da JBC: títulos pausados, lançamentos e previsões

freezingDivulgadas em live

Durante a tarde desta sexta-feira (28/10/2016), a editora JBC realizou uma live em que foram divulgadas algumas informações sobre os mangás da editora. Reunimos aqui as informações mais importantes:

-Akira

Dificilmente sai este ano. Como disseram muitas outras vezes, as aprovações estão sendo bem demoradas e só há 10% de chance de o mangá ser lançado ainda em 2016.

-Blame!

Quase todos os detalhes do mangá foram divulgados semana passada, mas faltou apenas um deles, a periodicidade. Blame! será bimestral.

Aos que, por ventura, tinham dúvidas, a sobrecapa será um item do mangá distribuído em todos os volumes. A editora ainda não decidiu se Blame! será enviado ou não para as bancas de revistas. Talvez não vá.

A assinatura do mangá já está disponível também. Quem assinar e for na CCXP poderá retirar o produto lá mesmo. Para isso, entretanto, é necessário pagar a assinatura até 27 de novembro.

-Cavaleiros do Zodíaco – Next Dimension

O décimo volume de Cavaleiros do Zodíaco – Next Dimension ainda deve demorar um pouco. A empresa comentou que ainda estão esperando o recebimento do material do Japão.

-Cavaleiros do Zodíaco – Kanzenban

Foi dito que a empresa planeja lançar o título já em dezembro, durante a CCXP. Ainda não é garantido que isso ocorra, mas se tudo der certo o primeiro tomo estará disponível sim no evento. A periodicidade do lançamento ainda não foi divulgada, pois a editora está planejando, mas foi adiantado que ele não será mensal e que deve ser bimestral ou trimestral.

Um último ponto é que as páginas coloridas do mangá devem ser no mesmo papel do restante do mangá, Lux Cream.

-Freezing

A editora finalmente recebeu os volumes 29 e 30 do mangá e planeja lançar o primeiro deles em dezembro ou janeiro.

-Ghost In The Shell

As coisas estão mais adiantadas que Akira e há mais chance de sair este ano, porém a editora ainda não deu certeza e prometeu avisar e falar os detalhes do mangá assim que tudo estiver certo.

-Limit

Depois de Steins; gate, Wish e Enigma, o próximo título a ganhar um box será o mangá Limit, de Keiko Suenobu.

box-limit

-Nijigahara Holograph

Como comentado semana passada, o título terá o formato 13,5 x 20,5 cm e preço R$ 24,90, saindo em novembro. Nesta semana foi divulgado que o mangá terá papel offset e capas internas coloridas, sendo destinado exclusivamente a livrarias e lojas especializadas.

-Savanna game

O oitavo volume de Savanna Game (ou 5º da segunda temporada) ainda deve demorar um pouco e só será lançado ano que vem. A editora ainda está negociando o volume que, segundo ela, tem cerca de 300 páginas.

***

-BMA

A editora pediu desculpa pelo atraso, mas como eles estão na correria de fim de ano não foi possível definir as regras para o próximo BMA, o concurso brasileiro de mangás da editora. Mas ele não foi cancelado, em breve as inscrições serão abertas.

-Boleto Parcelado

Perguntada sobre o porquê de não ter mais opção de parcelamento de assinatura por boleto, a editora disse que tinha alguns problemas com os custos operacionais. Pode não ser definitivo, mas pelo por ora não haverá mais boleto parcelado.

-Formato BIG

A editora comentou que a esta altura já é possível dizer que o formato BIG (união de dois mangás em um só) deu certo e, por isso, a empresa deve lançar outros no futuro. Entretanto isso não quer dizer que com o fim de um deles, exista um para substituí-lo em sequência. Ou seja, com o fim de Eden mês que vem não necessariamente teremos um substituto no mesmo formato.

-Henshin Drive

Deve sair em breve. Ainda está com alguns entraves de negociação com os japoneses, mas recentemente tiveram uma boa reunião no Japão.

-Loja online

Vai sair algum dia, mas a editora prefere não dar prazos ainda.

-Títulos outrora anunciados

Alguns títulos anunciados durante o ano como Inu-Yasha, Sakura Wars, Samurai 7, etc, só serão lançados ano que vem.

***

Para ver a live da JBC clique aqui. O vídeo possui 40 minutos!

BBM

Anúncios

14 thoughts on “NR 193. Notícias da JBC: títulos pausados, lançamentos e previsões”

  1. Em relação ao formato big, gostei muito de Blade sendo lançado assim e fico feliz quanto a Éden por enfim ser finalizado em nosso país. Mas acho que não virá outro nesse formato, pelo menos enquanto GITS e Akira estiverem sendo publicados. Há muitas edições de luxo no catálogo da JBC.

    Curtir

  2. “(…) as páginas coloridas do mangá devem ser no mesmo papel do restante do mangá, Lux Cream.” é a notícia mais triste. Lux cream já não combina com mangá, muito menos com página colorida!

    Curtir

  3. Estou muito (mas muito mesmo) animado pra Nijigahara .
    Sobre o formato Big, obviamente não é a msm coisa,mas talvez na cabeça da JBC quem vai entrar no lugar de Éden nas livrarias será o CDZ.
    De resto, pretendo comprar Ghost in the Shell, mas Akira e Blame ainda estou considerando.

    Curtir

  4. Acho que um grande candidato a vir no formato Big é Inu Yasha, pelo grande número de volumes.

    Quanto a CDZ, gosto de Lux Cream em mangás. O Cão que Guarda as Estrelas ficou ótimo. Mas para páginas coloridas a coisa muda de figura. Não gostei muito de como ficaram as páginas coloridas de Death Note Black Edition.

    E gostei de saber que Akira e Gits devem ficar pro ano que vem. Já tem muita coisa saindo nesse fim de ano. CDZ kanzenban já vai sair e vai pesar no bolso, mas pelo menos vamos ter uns meses entre cada edição.

    Curtir

  5. Notei que o Cassius deu uma cutucada violenta no texto de vocês sobre reimpressões, dizendo que vocês se acham muito espertos e que sabem como tudo acontece por afirmarem que reimpressões são mais fáceis de viabilizar do que lançamentos ou relançamentos. Achei mega gratuito e anti profissional essa atitude dele.

    Curtir

    1. Onde dissemos que é “fácil”? No último texto, nós estávamos falando sobre trabalho editorial de produção, em que relançamentos e lançamentos há mais carga de produção do que a reimpressão. Mesmo que você revise, não tem como comparar a um volume que teve que ser traduzido, editado e revisado. Em nenhum momento tivemos a intenção de dizer que “é fácil”, até porque, tirando esse detalhe, o custo de produção ainda é alto, já que o que mais pesa é a parte da impressão como dissemos em outro texto, inclusive dissemos o seguinte:
      “Reimpressões imediatas, sem revisões ou alterações, são de fato mais baratas que a primeira edição, mas por uma margem bem pequena. O único dos gastos que estará menor é o custo relacionado a funcionários diretamente envolvidos na produção, como tradução, edição, paginação, etc. Sendo que este não é nem de longe a maior parcela de custos.” (https://bibliotecabrasileirademangas.wordpress.com/2016/01/21/desmistificando-custos-envolvidos-na-producao-dos-mangas/)
      Ainda comentamos que os custos são tão elevados que:
      “a depender das restrições econômicas dela, fazer reimpressões podem sim tirar lugar de uma das publicações principais.”
      Como isso é sinônimo de “fáceis de viabilizar”? Se alguém achar onde foi que dissemos algo assim, favor avisar que corrigiremos, com certeza.

      No mais, gostaria de lembrar que, por mais experiência que possamos ter, não somos profissionais dessa área e corremos, claro, o risco de falar besteira. É para isso mesmo que temos comentários. Falamos merda? Critique! Já aprendi muita coisa que não fazia nem ideia que existia e espero aprender muito mais, rs. Em resumo, não, não sabemos como tudo acontece, gostaríamos de saber, queremos aprender e buscamos nos aprimorar a cada dia. Não somos infalíveis, cometemos erros e escrevemos colunas descabeladas. Isso é parte do que significa ser “amador” ou “site de fã”. Não quer dizer que inventamos tudo, mas significa que nossa base de conhecimento tem vários limites, que às vezes desconhecemos algo de suma importância ou acabamos numa pseudo-lógica que parece fazer sentido, mas é pura coincidência.

      Quanto ao sr. Cassius Medauar, “profissionalismo” não é o forte dele e nunca foi. Ele vive dando patadas em fãs no Twitter, a própria JBC tem uma legião de “haters” e isso não é à toa. É consequência direta da forma como a editora responde e age durante anos. Se achando o rei da cocada preta por “humilhar” ou “destratar” amadores e “trabalho de fã”, fazendo vídeos em que até descarta as preocupações uma parcela revoltada dos leitores como se fosse besteira e ignorância, bloqueando e apagando os comentários de usuários. Te surpreende, de verdade, que ele gaste o tempo dele criticando e achando erro em blogs, em vez de tentar encontrar a essência do que é criticado ou comentado e talvez até esclarecer de forma positiva aquela parcela de leitores equivocados? Aparentemente destratar o consumidor é mais divertido.

      Curtir

      1. Eu li o post e entendi perfeitamente como vocês se posicionaram. Só mencionei porque achei ridícula a postura dele para com pessoas que pesquisam e escreven sobre o que elas gostam e apenas querem informar as pessoas. Perdão por qualquer ofensa que eu tenha infringido à vocês.

        Curtir

Deixe sua opinião. Seu comentário é muito importante para nós^^.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s