Matérias

PublishNews: metodologia e mangás mais vendidos

publich-newsQuais os títulos mais vendidos em livrarias…

Há umas duas, na coluna Desmistificando, a redatora Roses informou que o mangá Fullmetal Alchemist havia entrado para a lista dos mais vendidos do site PublishNews que analisa as vendas das principais livrarias do país. Em apenas uma semana, o mangá de Hiromu Arakawa vendeu nada menos do que 1350 unidades, um número bem expressivo, afinal foi a primeira vez que um mangá conseguiu vender tanto em tão poucos dias nas livrarias. Outros mangás já entraram na lista em semanas ou anos anteriores, mas com um número de vendas menor…

FMA
Fullmetal Alchemist

Apesar de saber desse dado não me atentei a ir ao site e averiguar mais afundo como essa lista era feita. N’outro dia, entretanto, o Twitter do blog Troca Equivalente postou uma imagem mostrando a quantidade de venda de One-Punch Man e Vagabond nas livrarias, destacando o sucesso dessas séries, justamente baseado em uma lista do PublishNews. Foi então que fiquei bastante curioso e resolvi averiguar exatamente como funcionava o sistema do PublishNews e, após olhar com minúcia, tive a ideia de reportar a vocês um pouco mais sobre essa listas e mostrar os “mangás mais vendidos”, com aspas mesmo^^.

Como é elaborada a lista do PublishNews?

I

As listas de mais vendidos do PublishNews são elaboradas utilizando a soma dos números de vendas enviados por um grupo de livrarias a cada semana, que conta com nomes de peso como Saraiva, Fnac, Travessa, Cultura entre outras. Não refletem a quantidade real de venda de livros, apenas uma amostra baseada nessa relação específica de livrarias.

A lista, no entanto, não é perfeita e apresenta alguns problemas. Como cada livraria costuma enviar apenas os 20 livros mais vendidos por área (ficção, não-ficção, etc), os últimos colocados podem não ser precisos, afinal o que se vendeu em uma rede de livrarias pode não ter vendido em outra, etc. Fora isso, ainda há a falta de uma gigante nesse segmento, a Amazon, que parece ter receio de liberar seus dados.

Entretanto, independente da presença da Amazon, a verdade é que a lista semanal não é alvo de um problema muito grande, pois ela representa bem o que se propõe, os mais vendidos da semana. Desse modo trata-se de uma lista confiável para saber o que está vendendo bem, a cada semana, no ramos dos livros.

O que nos interessa em uma lista dessa é que, de vez em quando, em meio aos livros de ficção aparece alguns quadrinhos. A grande maioria deles são comics americanos, mas vez ou outra aparece um mangá, costumeiramente com um número relativamente baixo de vendas, com pouquíssimos atingido a marca de mil unidades em uma semana.

De todo modo conseguimos medir o sucesso de  uma série ao vermos ele aparecer nessas listas semanais. Mostra que um grupo de pessoas anseias por elas e utilizam-se de livrarias para adquirir os produtos. Sem contar que se só nesse grupo de livrarias conseguiu vender essa quantidade, podemos imaginar o quanto vendeu nas lojas especializadas e bancas de revistas em geral: muito!

II

Se as listas semanais são confiáveis, o mesmo não podemos dizer sobre as listas mensais e anuais que o PublishNews também oferece. Em ambas as listas, o site apenas soma os livros que apareceram nos rankings semanais e disponibiliza o resultado. Não precisa ser um gênio para perceber que isso torna a lista completamente imprecisa, pois se afasta demais do real de vendas.

Desse modo pode acontecer de um título não vender tanto durante nenhuma semana do ano e nunca aparecer na lista, mas no acumulado das vendas ter vendido mais do que um título que apareceu na lista uma vez. Sim, pois se um certo livro apareceu na lista apenas uma vez ele não terá atualizado as vendas se não voltar a aparecer, tornando as listas mensais e anuais basicamente inúteis para quem deseja saber qual vendeu mais ou não. Essas duas listas só são precisas se o livro apareceu em TODAS as semanas do mês (para a lista mensal) ou do ano (para a lista anual).

Isso pode acontecer com um best-seller  como o A culpa é das estrelas, mas não com a maioria dos livros e quadrinhos publicados no Brasil. Um título menos conhecido às vezes possui uma vendagem alta concentrada durante um certo período e depois se esvaziam, embora continue vendendo aqui e ali. Outros possuem toda venda diluída ao longo do tempo e talvez acabarão nunca entrando na lista.

Isso é uma verdade principalmente para os quadrinhos orientais. Foram raras as vezes em que tivemos mangás presentes na lista semanal de mais vendidos e, se analisar bem, sempre que apareceram foi por motivos específicos, como lançamentos em parceria com livrarias ou mega promoções realizadas, principalmente, por Saraiva e Fnac. O resultado disso é bem claro. Por mais que possamos usar a lista do PublishNews como parâmetro, ela não reflete em nada o resultado das vendas de livros durante um mês ou ano, menos ainda dos nossos queridos mangás.

Sendo assim, acompanhar a lista e ver os mangás aparecendo nela é sempre muito bem vindo, serve para vermos que algumas de nossas séries favoritas também se destacam nas grandes livrarias, mas não passa disso. Não se pode usar a lista como parâmetro, por exemplo, para afirmar que Fullmetal Alchemist venda mais que One-Punch Man. Pode até ser verdade (afinal a fama de FMA é muito grande e mais antiga que OPM), mas não podemos afirmar isso baseado na lista de mais vendidos do PublishNews. Se alguém gostaria de ter uma completa noção do quanto vende tal ou qual título, vai ficar querendo^^.

Sabendo disso, podemos mostrar a vocês a lista dos “mangás mais vendidos” (entre aspas, pelos motivos falados acima) de 2016 até agora, segundo o PublishNews e explicaremos como esses volumes provavelmente chegaram à lista.

One punch man 01

Os mangás mais vendidos de janeiro a agosto de 2016 segundo o PublishNews

Até agosto de 2016, apenas três mangás entraram na lista dos mais vendidos do PublishNews, Fulmetal Alchemist (JBC), One-Punch Man (Panini) e Vagabond (Panini) que facilmente podemos considerar como os três grandes hits do ano. Eis a relação dos volumes e números exemplares vendidos:

1º Fullmetal Alchemist #01 (JBC) 1350 exemplares.

2º One-Punch Man #01 (Panini) 1056 exemplares.

3º One-Punch Man #02 (Panini) 686 exemplares

4º Vagabond #04 (Panini) 615 exemplares

5º Vagabond #01 (Panini) 480 exemplares

6º Vagabond #03 (Panini) 385 exemplares

É um tanto quanto óbvio que todos esses títulos entraram na lista por que as pessoas estavam procurando preços mais em conta já que todos os citados são um pouco mais caros do que a média, mas é possível notar peculiaridades. Fullmetal Alchemist, por exemplo, apareceu na semana de 25/07/2016 a 31/07/2016 e vendeu 1350 exemplares, de longe o mangá que mais vendeu em uma semana nas grandes livrarias. As vendas se concentraram nessa semana, pois foi a seguinte ao evento de lançamento ocorrido em uma livraria Fnac, na cidade de São Paulo. É nítido que a obra teria vendido muito se, antes do evento de lançamento, o mangá já não tivesse saído em algumas lojas especializadas e vendido no Anime Friends, ocorrido no mesmo mês.

Vagabond #01 só apareceu na lista uma vez, também por ocasião de seu lançamento. One-Punch Man #02 e Vagabond #03 e #04 apareceram só uma vez, provavelmente por ocasião de uma concomitância de promoções feitas por Fnac e Saraiva. Já One-Punch Man #01 foi a único a aparecer por duas semanas nas listas do PublishNews, porém mesmo assim foi superado por Fullmetal Alchemist em números totais. Entretanto, como dissemos antes, não dá  para saber se um vende mais que o outro.

Notem o seguinte: Vagabond #03 só conseguiu 365 exemplares, entretanto não é correto afirmar que nenhum outro mangá atingiu essa marca de venda em uma semana. Como vocês devem imaginar, as vendas são variáveis. Então em uma semana pode ser que 365 exemplares vendidos seja suficiente para entrar na lista, em outras talvez seja necessário 600 ou mais…. Eis mais um motivo para apenas olhar a lista do PublishNews semanal e não levar a sério as mensais e anuais….

Por que outros títulos não entraram na lista? É difícil dizer. Mangás da Panini raramente vão para livrarias, então é natural que vários dos títulos famosos lançados pela editora nesse ano não tenham aparecido. Já os mangás da JBC devem ser adquiridos aos poucos e em número insuficiente para aparecer nas listas de mais vendidos. Talvez, a empresa volte a aparecer com os lançamentos de My hero academia e Saintia Shô, mas só saberemos isso quando eles forem lançados…

***

Para finalizar esse texto (que foi mais expositivo do que qualquer coisa) é importante dizer que o PublishNews faz esse levantamento desde 2010 e a primeira vez a um mangá figurar em uma lista semana foi em 2013, com uma edição avulsa de Naruto, com 324 cópias. Foi em 2014, entretanto, que tivemos um verdadeiro sucesso em vendas nas livrarias. O lançamento de Sailor Moon fez o título figurar por algumas semanas na lista, acumulando um total de 2289 cópias em livrarias do primeiro volume, além de emplacar outras 400 unidades do segundo volume um tempo depois.

O peso do lançamento inédito de Sailor Moon foi muito grande em 2014, porém foi um caso isolado. Como se pode notar de tudo isso, foi só agora em 2016 que a lista passou a ter mangás mais constantemente.

Questões ficam no ar: Qual seria o impacto das vendas realizadas pela Amazon em uma lista como essa? Será que os títulos BIG figurariam nos mais vendidos? Será que mais volumes de Fullmetal Alchemist, Vagabond e One-Punch Man  estariam presentes?

***

BBM

Anúncios

7 comentários em “PublishNews: metodologia e mangás mais vendidos”

  1. Bela matéria. Cheguei a dar uma fuçada nas listas da Publish, mas desanimei feio procurando mangás nela. =(
    Lembro que uma página do Facebook, “Sailor Moon Justiceira” divulgou na época esse número de vendas do primeiro volume de Sailor Moon.

    Curtir

Deixe sua opinião. Seu comentário é muito importante para nós^^.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s