Desmistificando

Desmistificando: Quem vem primeiro? Anime, Mangá ou Light Novel?


313

O ovo ou a galinha?

Por causa dos sucessos de mangás Jump, como Naruto, Bleach e Dragon Ball, é comum muitos leitores acharem que os mangás são os primeiros produzidos e depois vem as adaptações para outras mídias como os animes. Mas não é bem assim.

Historicamente, na verdade, os mangás contemporâneos (pós-Tezuka) e livros juvenis (novels) de fato vieram antes do que comumente chamamos de anime, mas por uma margem de tempo muito pequena. E a partir daí ambas as mídias passaram a andar lado a lado. Não demorou muito até animes originais (sem serem adaptações) começarem a ser produzidos e várias outras mídias surgirem.

Atualmente o mundo “otaku” tem seis frentes muito fortes: Animações (incluso animes, filmes e outros), Mangás (e toda sua variação e gêneros), Novels e Light Novels (literatura em geral), Games (especialmente os chamados Visual Novels, mas não só), Live Actions (os Dramas, Séries, Filmes e Tokusatsus) e os Drama CD (histórias em aúdio, Rádio Drama). Além dessas seis há várias áreas de suporte e cultura derivada: Cosplay, Action Figures, Peças Teatrais, Musicais, Artbooks e Guidebooks diversos, OSTs, Doujinshis e Fanart, dentre outros. Mas destes aqui não sai quase nenhuma obra ou mídia das principais (embora haja exceções), já que não são áreas onde há a criação de roteiros e histórias (exceto os Doujinshis, claro).

Ataque dos titas - antes da queda 07Os seis primeiros, por outro lado, são todos potenciais mídias para o início de histórias originais e franquias. Sendo mais comum vindo dos dois primeiros, mangá e animação, e muito mais incomum vindo dos dois últimos, Live Action e CD Drama. Não é incomum também que obras derivadas e franquias se formem dentro de uma mesma mídia, como os vários mangás de Ataque dos Titãs, ou os vários games paralelos da saga de Pokémon. Ou seja, mangás gerando outros mangás, animes gerando outros animes, etc.

Outra coisa comum são franquias que nascem de um mesmo roteiro paralelamente e ao mesmo tempo, como é o caso de Code Geass, cujo anime e mangá começaram no exato mesmo mês, ambos baseados num mesmo roteiro, mas cuja mídia central era o anime. Isso acontece até bastante, mas também existem em grandes quantidades os mangás que vem  depois. No Brasil, alguns exemplos de anime que viraram mangás publicados por aqui são Puella Magi Madoka Magica, Eureka Seven, Neon Genesis Evangelion, Cowboy BebopSamurai Champloo e Kill La Kill.

Code geass o contra ataque de suzaku 01Sendo que geralmente é lançado primeiro uma versão “fiel” ou baseada na história do anime e depois aparecem derivações e coisas do mesmo universo. Casos clássicos são novamente Code Geass e Madoka Magica, ambos possuem um mangá que segue mais ou menos o original e vários outros dentro da mesma franquia e universo.

O Jardim das palavras

Já filmes animados são um pouco mais raros, mas temos, por exemplo, as obras de Makoto Shinkai: 5 Centímetros por Segundo, O Jardim das Palavras e Voices of a Distant Star.

Outro enorme criador de franquias são os jogos eletrônicos (videogames), geralmente de RPG ou Visual Novels, por aqui sairam os mangás de Fate, Corpse Party, Pokémon, Resident Evil, Heart no Kuni no Alice (Alice Hearts), Kingdom Hearts, Inazuma Eleven (Super Onze), Medabots, Street Fighter, Yo-kai Watch, Death Jr. e Steins;Gate.

Light Novels e Novels (livros) recentemente também têm gerado várias franquias e obras derivadas, como 1 Litro de LágrimasNumber Six, Log Horizon, Sword Art Online, Highschool DxD, Savanna Game, The Testament of Sister New Devil e No Game No Life.

Ultraman 01Quando o assunto é Drama CD ou Rádio Drama, os casos são pouquíssimos, mas temos um exemplo no Brasil (embora ainda não publicado): No Café Kichijouji. O mesmo vale para os baseados em Live Action, que conta com um único exemplo também: Ultraman.

Existem ainda casos de mascotes ganhando vida em anime e mangá, por aqui temos Domo, no Domo Mangá. Ou de bandas e celebridades que ganham versões em mangá, como o Princess Ai.

Miriya & Marie

Outra exceção são as adaptações de mídia e histórias fora do mundo “otaku”, como os Disney Mangás, adaptações de filmes como Piratas do Caribe e seriados como CSI, de livros como Crepúsculo e Vampire Kisses ou as adaptações de Alice nos País das Maravilhas e os vários outros lançados pela JBC e L&PM, sem contar a de games americanos, como os vários de Warcraft, e de quadrinhos estrangeiros, como Batman, Wolverine e Homem-Aranha.

Ou seja, no fundo não existe um caminho “comum”, qualquer obra em qualquer meio e veículo pode vir a gerar todos os demais. Para saber qual é a obra que deu origem a toda a franquia, só pesquisando caso a caso!


Desmistificando é uma coluna semanal, lançada nas quintas-feiras, sobre o mercado e mangás brasileiros e internacionais. Você pode ver todas as outras postagens anteriores desta coluna aqui. Sugestões e comentários também são sempre bem-vindos! 🙂

Anúncios

9 thoughts on “Desmistificando: Quem vem primeiro? Anime, Mangá ou Light Novel?”

  1. Vou citar um argumento que vi num comentário por aí uma vez:

    “Anime é melhor do que mangá, porque se o mangá fosse melhor, eles iam passar as páginas dele na TV”

    chorei por três dias depois de ler isso

    Curtido por 1 pessoa

  2. Não sei quem vem primeiro, mas geralmente os animes vem por último, até pelo custo de produção. Animações originais são um risco, muito melhor apostar em produtos que já tem um público formado, como mangás e light novel’s. Se observar as estreias das temporadas e verificar quantos são originais, a maioria são adaptações de mangás. Então é possível afirmar que mangás vem primeiro.

    Curtir

Deixe sua opinião. Seu comentário é muito importante para nós^^.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s