Notícias rápidas

NR 155. O Anime Friends 2016

Anime Friends 2016Teremos anúncios?

Começa hoje, na cidade de São Paulo, mais um Anime Friends, o maior evento anual organizado Yamato voltado para o público otaku. Ou quase isso. Quem participa a mais tempo garante que o evento vem, aos poucos, perdendo sua característica original e dando espaço para outros tipos de manifestações da cultura pop como… os youtubers^^

De todo modo, para nós, fãs dos quadrinhos japoneses, o evento é sempre aguardado por causa das palestras das editoras de mangás, dos lançamentos que sempre ocorrem e, claro, dos anúncios de títulos novos.

Então viemos aqui mostrar a programação que nos interessa para você que vai ao evento ou para você que costuma ficar na internet esperando as notícias de anúncios^^. Todas as palestras ocorrerão no auditório Brasil Comic Con:

***

Sexta-feira 08/07/2016

15h – As novidades do Crunchyroll para o segundo semestre.

Não é especificamente de mangás, mas sempre ficamos atentos às possíveis novidades que a plataforma de streaming possa nos trazer. Trabalhando com mangás digitais em inglês há alguns anos, a expectativa é que em algum momento eles comecem a traduzir títulos para o português. Por mais que a qualidade do serviço apresentado na versão em inglês não seja dos melhores, ainda assim seria bom termos mais um aplicativo disponibilizando leitura digital em português de forma oficial.

16h – Lamen e a era digital

Douglas MCT (Hansel & Gretel) e alguns artistas publicados no portal Lamen, debatem sobre o mercado de mangá nacional, suas histórias, curiosidades e dificuldades, além da experiência de serem lidos por um grande público e o retorno que estão tendo com a publicação na web.

Não comentamos quase nunca sobre produção nacional por aqui, mas volta e meia estamos lendo um quadrinho no site, então é uma palestra interessante para quem puder ir ver…

Sábado 09/07/2016

15h – Palestra da editora Nova Sampa

Sinceramente não sei o que esperar de uma palestra da Nova Sampa. Se a empresa não anunciar o cancelamento de nenhuma de suas séries já será uma vitória. Será que a empresa voltará mesmo a atuar no mercado? Se irão fazer uma palestra é provável que sim… a questão é quando e como voltarão…

16h – Palestra da editora JBC

Sem Cassius Medauar (que estará no Acre), a editora JBC contará com Marcelo del Greco para a palestra deste ano. Difícil achar que a editora fará algum anúncio no evento, dado que a empresa têm dito algumas vezes que deve, primeiro, lançar as obras já anunciadas. Mas quem sabe não acontece uma surpresa?

Domingo 10/07/2016

Nenhum conteúdo que nos interessa, aparentemente. Contudo, haverá uma palestra com Levi Trindade, da Panini Comics, às 17 horas e eu não me surpreenderia se ele desse informações sobre Lobo solitário.


Sexta-feira 15/07/2016

Nenhum conteúdo nos interessa.

Sábado 16/07/2016

16h – Palestra da editora NewPOP

Fora o seu NewPOP Day, o Anime Friends é o evento que a editora mais têm atuado e feito anúncios. Não seria uma surpresa se a empresa revelasse algum título bombástico. Eu apostaria em uma light novel popular, como Sword Art Online ou Monogatari.

17h – Palestra da editora Panini

Beth Kodama fará mais uma palestra representando a editora Panini. A empresa já fez muitos anúncios este ano, então se houver algum (e decerto haverá) provavelmente é apenas para o ano que vem. Será que finalmente teremos aquele mangá de vôlei? Sim, aquele…

Domingo 17/07/2016

16h – Mesa redonda das editoras de mangás

Já ficando tradicional, a mesa redonda trará os representantes das quatro maiores editoras de mangás do país, JBC, NewPOP, Nova Sampa e Panini. Ano passado, além de falarem sobre o mercado em geral, a mesa redonda foi marcada pelos anúncios de Akame ga kill (pela Panini) e Orange (pela JBC). Será que teremos mais este ano?^^

***

Anime Friends

Local: Campo de marte. Avenida Santos Dumont, 2241, Santana – são Paulo. Próximo ao metrô Santana.

Para conferir a programação completa clique aqui.

BBM

Anúncios

25 thoughts on “NR 155. O Anime Friends 2016”

  1. Eu aposto em uma light novel razoavelmente menos popular: Durarara.

    Eu lembro de ter visto esses dias no face da Beth Kodama que ela estava muito feliz porque tinham recebido uma excelente noticia de que obtiveram uma grande vitória sobre um mangá. Não surpreenderia se anunciassem mais algum mangá no AF. Não acho que seja Haikyuu, mas apostaria em algo tipo World Trigger ou Prison School… Ou Hokuto no Ken e JoJo, vai saber 😛

    Curtir

  2. Torcendo pela Sampa!
    Acho dificil anuncio da JBC sem o cassius.
    NewPop se anunciar, vai ser algum mangá desconhecido pra variar.
    Panini, deve ser novidades sobre Lobo Solitario E slum dunk

    Curtir

      1. nem to sonhando muito kkkkk, já fiquei feliz com Log Horizon, mas queria um mangá bom (pelo menos um de uns 10, 15 vol.) pela new pop, o material é fantástico, papel offset grosso e as paginas costuradas. o único ponto negativo deles é a periodicidade.

        Curtir

  3. Acho que a NewPOP deve anunciar algum título razoavelmente grande sim (pelo menos no mundo das lights novels). Não faz muito tempo que o Junior comentou no facebook que ele estava muito feliz por causa de uma licença que a NewPOP havia conseguido.

    Quanto às outras editoras, não sei o que esperar. Panini já tem título pra esse ano e pro ano que vem e, considerando que alguns títulos deles não têm nem previsão de lançamento ainda, se tiver anúncio, deve ser só de um título, no máximo dois. Só sei de cabeça que alguns títulos deles, como Fate, Tokyo Ghoul, Kuroko e etc, se encerram no ano que vem, então estou apostando em uma maior quantidade de anúncios por parte da Panini só no final do ano.

    JBC dificilmente terá anúncio com o Marcelo del Greco. Creio que a JBC, assim como a Panini, deve estar guardando anúncios pro final do ano.

    Por incrível que pareça, a editora de destaque nesse evento deve ser a NewPOP (pelos menos quanto a anúncios). Vamos ver no que dá.

    Curtir

  4. Eu apostaria pela JBC em Boku Dake ga Inai Machi, Koe no Katachi.
    Pela panini seria Haikyuu, Shokugeki no Souma, World Trigger, Pluto para acupar o lugar de Air Gear, Beelzebub, Kuroko No Basket, 21th Century Boys pro ano que vem. Tambem aposto em algum manga finalizado como Medaka Box, Konjiki no Gash Bell mesmo esses sendo meio impossivel no lugar de Reborn. E tambem algum manga de Shingeki no Kyojin e Sword Art Online.
    Pela New Pop a light novel de Sword Art Online e Mahouka Koukou Rettousei e o manga de Shigatsu wa Kimi no Uso e Ookami Kodomo no Ame to Yuki.

    Curtir

  5. Ansiosa por notícias da New Pop!! Será que um dia alguém vai ter a felicidade de lançar da Yotsuba? Eu vivo de felicidade de ter uma mangá 4koma igual o dela. (Acho que estaria pedindo demais?)

    Curtir

    1. Bom, a JBC tem uns 11 títulos anunciados que ainda nem tem data de lançamento, então acho que não faz muito sentido anunciar muita coisa agora porque provavelmente vai ficar só pro final do ano ou 2017…

      Curtir

  6. Espero que a Nova Sampa dê algum sinal de vida, eles sumiram do mapa o_o’!
    NewPop e Panini provavelmente vão anunciar pelo menos um título de peso, quem sabe um mangá de esporte aproveitando que tem Olimpíadas em agosto… Haikyuu talvez?

    Curtir

  7. Com o surto atual causado pelo Pokémon GO, seria uma boa jogada de marketing da Panini oficializar a data de lançamento do mangá RBY da franquia… só acho…

    Curtir

  8. a Viz anunciou que vai publicar a Parte 4 de Jojo nos EUA,isso com eles ainda publicando as tres primeiras partes naquele formato kanzenban chamado Jojonium.Isso significa que a desculpa das editoras daqui que os japoneses só negociam Jojo se for por inteiro é balela deles.

    Curtir

    1. Você está completamente errado. Não existe essa de balela coisa nenhuma. É a mais pura verdade, JoJo não está liberado por partes, e eu já fiz uma matéria aqui falando disso:

      https://bibliotecabrasileirademangas.wordpress.com/2015/11/14/por-que-jojo-nao-sera-lancado-no-brasil/

      Nele eu falo que Ivrea Espanha disse com todas as letras que Shueisha só libera Jojo se for as 5 primeiras partes juntas (60 e poucos volumes). Posteriormente a essa matéria fiquei sabendo que a Ivrea Argentina também tentou Jojo e a resposta foi a mesma: não negociamos por partes.

      Recentemente, a Panini Brasil disse praticamente a mesma coisa também : enquanto a Shueisha não liberar licença por partes, Jojo dificilmente virá. Editoras de três países diferentes disseram a mesma coisa, como pode ser balela?

      “Ah, mas a Viz….” na matéria acima eu digo uma coisa que as pessoas não sabem ou esquecem: a Shueisha (editora japonesa de Jojo) é DONA da Viz. Sim, a editora americana Viz pertence aos japoneses. Como pode comparar a Viz com editoras brasileiras?

      Mais uma coisa para acabar com sua ceticidade: certa vez, a Panini, referindo-se a JoJo, disse que tudo que a Viz faz pode ser feito em outra parte do mundo, ou seja a Panini disse que era possível lançar por partes. a Panini deu esperança de que poderia lançar Jojo por partes, sim. A Panini quer lançar Jojo por partes. Mas depois eles viram que a realidade não era exatamente essa e que Shueisha não libera por partes.

      Como pode ser balela se uma editora brasileira disse que quer trazer? Não tem lógica pensar dessa forma. Consumidores devem parar de achar que as editoras vivem dizendo mentiras. O máximo de mentiras que as editoras dizem em relação a essas obras difíceis é quando elas já licenciaram o título, mas querem segurar a informação até o dia do anúncio oficial.

      Quem garante que a Panini já não conseguiu dobrar a Shueisha e vai lançar Jojo, mas está segurando a informação?

      Curtir

      1. eu me lembro que falavam que Akira tava difícil publicar pq o Otomo não tava interessado e tinha vergonha dos próprios traços…sendo que o mangá ganhava relançamentos nos EUA e na Europa.

        Curtir

        1. A parte de que ele “tinha vergonha dos desenhos” não posso afirmar nada (mesmo porque eu nem lembro de terem dito isso em algum momento), mas a parte que “ele não estava interessado” é totalmente verdade. E isso é reafirmado até hoje. Não importa que outros países do mundo estivessem publicando, a questão é que ele não estava interessado em relançar aqui. Se era porque ele tinha vergonha dos desenhos ou por qualquer outro motivo que for, não importa.

          E olha que justamente pelo fato de o título ser publicado em outros países as pessoas ficaram dizendo que era mentira e tal, mas porque as editoras mentiriam? O título é curto, possui grande público (fãs de comics e mangás), venderia que nem água não importando o preço, então por qual razão as editoras (todas elas) não iriam querer relançar Akira? Qual empresa iria querer perder dinheiro?

          O mesmo aconteceu com Sailor Moon. O título começou a ser lançado em outros países e sempre que perguntavam sobre ele ser lançado no Brasil, as editoras diziam que o mangá não tinha licença aberta e todo mundo falava que era mentira pq já tinha saído nos EUA e tal…

          Tipo, os consumidores não pensam direito e acham que as empresas são suas inimigas e por isso vivem criando essas teorias conspiratórias malucas de que elas mentem sempre. É impossível qualquer consumidor achar que nenhuma editora teria ido atrás de Akira ou de Sailor Moon antes de a JBC o anunciar. É claro que foram, mas tiveram suas propostas negadas ao longo dos anos, simples assim…

          Curtir

Deixe sua opinião. Seu comentário é muito importante para nós^^.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s