Especial

O dia dos namorados de Love Hina

love-hinaUma data, uma cena…

No Japão, e em outras partes do mundo, no dia 14 de fevereiro é comemorado o dia dos namorados, ou dia de São Valentim. Muitos de nós, nascidos nas décadas de 1980, 1990 e mesmo anos 2000 conhecemos essa data primeiramente pelo seriado Chaves e pudemos notar o quão diferente era a ideia mexicana para esse dia, um dia em que as pessoas trocavam presentes e se tratavam muito bem, como se fosse o natal. Ou seja, o dia dos namorados mexicano não se resumia apenas ao amor entre os namorados e sim ao amor de modo geral, era o “dia do amor e da amizade”.

Conforme fomos crescendo e tendo contato com a cultura pop japonesa, conseguimos perceber que o caráter diferente do dia dos namorados não era exclusivo do povo mexicano. O Japão também possui a sua própria maneira de comemorar esta data.

Pela cultura nipônica, no dia 14 de fevereiro as meninas e as mulheres costumam entregar chocolate para os rapazes. Existem basicamente dois tipos de chocolates, um “de educação” para dar para colegas e pessoas não muito próximas e outro para dar para a pessoa a quem se ama verdadeiramente. No Japão existe ainda outra data, o White Day, comemorado no dia 14 de março. Nesta data os meninos e homens costumam retribuir os chocolates ganhos no dia de São Valentim.

O primeiro dia dos namorados de Love Hina

A primeira vez que eu tomei conhecimento desse costume no Japão foi por meio do mangá Love Hina, de Ken Akamatsu. Neste mangá, Keitarô Urashima é um estudante de 20 anos fracassado que já reprovou duas vezes no vestibular e que, de repente, vê-se como gerente de um pensionato feminino.  Agora convivendo com Shinobu, Kitsune, Motoko, Kaolla e Naru (por quem o rapaz se apaixona), Keitarô vive uma série de desventuras em busca de finalmente passar no vestibular e conseguir cumprir uma promessa feita quinze anos antes a uma garotinha de quem ele não sabe nada, nem o nome.

O dia dos namorados de Love Hina acontece logo no segundo volume do mangá, mais precisamente no capítulo 14, intitulado “Odeio o dia dos namorados” na versão brasileira. No início deste capítulo Keitarô está preocupado com sua pontuação baixa na primeira fase do vestibular, mas logo esse pensamento acaba ficando de lado ao ser lembrado que se aproxima o dia 14 de fevereiro. Keitarô, até aquele momento, nunca tinha tido uma namorada e seu fracasso com as mulheres era mais nítido no dia dos namorados.

Ele jamais recebeu um chocolate de uma garota e para evitar que os amigos dele não ficassem zoando-o por isso, todos os anos ele preparava um chocolate próprio para fingir ter recebido um. O interessante é que essa atitude “desesperada” dele serve para refletir um pouco sobre esse costume japonês do dia dos namorados e mesmo sobre a sociedade japonesas. Serve também para analisarmos a própria personalidade do Keitarô. Mas não pretendemos falar de nada disso^^.

Valentine 01
O chocolate especial preparado pelo próprio Keitarô.

O importante é ver que a atitude de “defesa” do Keitarô estava tão enraizada nele que mesmo agora convivendo com um monte de garotas ele não imaginava que fosse receber algum chocolate. E é aí começam as confusões e os problemas no capítulo. Shinobu, uma adolescente de uns 12 ou 13 anos, sente uma admiração (paixão?) por ele e se dispõe a fazer um chocolate, mesmo insegura e morrendo de medo. Com a ajuda de Naru, uma moça de 17 anos e que assim como o rapaz está estudando para entrar na Universidade, a garota vai em frente, consegue fazer o chocolate e toma coragem para entregar o presente…

Para o azar dela ocorrem alguns empecilhos. Kitsune dá um chocolate, Kaolla também e mesmo Motoko – a que se mantinha mais distante do rapaz – o presenteia, deixando Shinobu para baixo e sem ânimo de entregar, mesmo com o apoio incondicional de Naru. Mas o banho de água fria acontece quando ela vê Keitarô com o esplêndido chocolate que ele mesmo fizera.Shonobu desiste de entregar e sai correndo chorando desanimada.

valentine 02

Evidentemente, Keitarô e Naru vão atrás, a plateia se forma e para apaziguar o coração da adolescente, ele é obrigado a revelar na frente de todas as meninas o que faz todos os anos. Como não podia ser diferente, todas riem muito do rapaz. Shinobu sente-se melhor, entrega o chocolate e, posteriormente, até Naru – que não pretendia dar nenhum chocolate – o presenteia também. No final das contas, o saldo foi positivo para Keitarô, pois conseguiu ganhar chocolate de todas as garotas com quem convivia^^.

Valentine 03

Love Hina é uma comédia romântica muito divertida e esse capítulo do dia dos namorados é um dos mais exemplares das confusões que acontecem na Pensão Hinata. Rimos com as desventuras, torcemos pelos personagens e vamos acompanhando as mudanças neles ao longo do tempo. Love Hina não é o melhor mangá do mundo, mas sempre terá um lugar guardado na estante…

***

BBM

Anúncios

4 thoughts on “O dia dos namorados de Love Hina”

Deixe sua opinião. Seu comentário é muito importante para nós^^.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s