Retrospectiva

Retrospectiva 2015 – o ano dos relançamentos…

re 2

Um bom ano para quem só começou a colecionar mangás agora…

Hoje, começamos uma série de postagens em que faremos uma retrospectiva do que aconteceu em 2015 no mercado brasileiro de mangás. Para começar, falamos de uma coisa muito interessante que aconteceu esse ano: muitos relançamentos de mangás.

Se você não sabia que existia um mercado de mangás no Brasil ou se você só começou a colecionar recentemente e, em consequência disso, perdeu várias séries que queria colecionar, 2015 foi um ano muito bom nesse sentido, com uma quantidade bem grande de relançamentos.

Nunca tivemos tantos mangás relançados quanto em 2015. Ao todo foram 9 títulos que começaram a ser republicados neste ano. Junta-se a isso os relançamentos que já estavam rolando nos anos anteriores como Yuyu Hakusho e Berserk, além das reimpressões de títulos antigos, como Sócrates in love, feita pela JBC.

Dito isso vamos ver quais foram os relançamentos que começaram em 2015?

***


Logo-Abril-22

Nós tivemos pela editora Abril dois relançamentos, os mangás de volume único O estranho mundo de jack e O roubo da coroa das fadas, ambos mangás Disney. Os dois foram publicados no passado pela editora Panini (2007) e pela editora On line (2010), respectivamente.

O estranho mundo de jack estava esgotado e só era vendido a preços bem altos no mercado livre. Com seu relançamento, os consumidores que ansiavam pelo título puderam adquirir a um preço um pouco mais justo. Já O Roubo da coroa das fadas ainda se encontrava aqui e ali, mas a edição da On line era horrível e uma nova versão era realmente necessária.


Panini_planet manga

A Panini infelizmente ainda é uma editora muito atrasada no quesito relançamento, com uma infinidade de obras pedindo retorno e que até agora nem deram sinal. Em 2015 a editora relançou apenas uma obra, o seu sucesso absoluto, Naruto.

Obviamente esse relançamento é mais uma mostra do quão sucesso é esse mangá no Brasil. A editora acabou muito criticada por relançar mais uma vez esse título, mas se uma obra faz sucesso a ponto de merecer uma terceira versão diferente ainda existindo pessoas que queiram comprar, não há o porquê de reclamar, afinal são os títulos de sucesso que fazem o mercado, não é mesmo? Mas realmente gostaríamos que a editora relançasse outros…


jbc 20 anosA grande responsável por termos 9 relançamentos no ano foi a editora JBC que relançou nada mais, nada menos que 6 mangás diferentes. E, meus amigos, é difícil saber qual o relançamento mais surpreendente. A Sakabatou de Yahiko (spin-off de 50 páginas de Rurouni Kenshin) era um relançamento esperado, visto que o título sempre foi um sucesso dentro da editora. Chobits, do Clamp, era outro relançamento que todo mundo esperava e pedia. Mas fora esses dois só tivemos surpresa atrás de surpresa.

Hellsing foi inesperado por seu lançamento original ter sido muito recente (começou em 2008). E quer mais recente do que All You Need Is Kill, lançado em 2014 e já relançado este ano? Tal qual o caso de Naruto, só podemos pensar que esses dois títulos fizeram muito, mas muito sucesso mesmo para merecerem uma reedição tão cedo.

Porém, o que surpreendeu de verdade foram os relançamentos de Eden e Blade. Os dois títulos foram cancelados no passado pelas editoras Panini e Conrad, respectivamente, e até pouco tempo era inimaginável que os dois títulos retornassem. Infelizmente nem tudo são flores e o preço alto dos dois mangás – lançados em formato BIG e mandados apenas para livrarias – gerou critica por parte de muita gente. Porém, entre mortos e feridos foram obras impactantes e têm agradado aos que estão comprando.


***

Essa foi a nossa retrospectiva dos mangás relançados em 2015. Aqui neste blog temos até um Guia dos mangás relançados no Brasil em que você pode conferir todos os relançamentos deste e de outros anos, inclusive os já anunciados para 2016^^.

Cuta nossa página no facebook ou nos siga no twitter, pois amanhã tem mais retrospectiva.

BIBLIOTECA BRASILEIRA DE MANGÁS

Anúncios

3 thoughts on “Retrospectiva 2015 – o ano dos relançamentos…”

  1. Essa Sakabatou de Yahiko foi uma das maiores palhaçadas do mercado de mangás esse ano. R$9,90 por 50 páginas? Sério JBC?
    Quanto á Naruto, realmente a Panini fez bem em relançar Naruto, visto o sucesso do mangá, mas o q me irritou é q já é a 3ª vez q isso é republicado e nada de reimpressão (não relançamento Gold nem nada, apenas uma reimpressão) de títulos que mereciam como Claymore, D.Gray-man e Bleach (e nem precisava de grandes tiragens, pois sei que nem todo mundo quer comprá-los)

    Curtir

    1. Se vc ver os quadrinhos lançados no kickstarter que tinham o mesmo numero de paginas, o preço deles são quase iguais ou até mais caros comparados aos de Sakabatou de Yahiko, na verdade, impressões com poucas paginas são meio caras mesmo.

      Curtir

Deixe sua opinião. Seu comentário é muito importante para nós^^.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s