Retrospectiva

Análise do mês de julho de 2015

Hoje começa um novo mês e, como já é costume aqui no blog, vamos relembrar o que aconteceu no mês passado no mercado brasileiro de mangás. Quais títulos foram anunciados, quais foram lançados? Se você perdeu alguma notícia, ficará sabendo aqui. Vamos ver o que aconteceu em julho de 2015.

julho-2015

QUANTIDADE DE TÍTULOS PUBLICADOS

Nos checklists de julho, entraram em publicação 46 títulos.  A JBC superou a Panini em quantidade de publicações e lançou 17 mangás. A Panini ficou com 16. A Newpop, por sua vez, lançou o recorde de oito títulos. Poderiam ter saído alguns outros, mas Magi 13 foi remanejado pela JBC, Batman filhos do sonho foi reprogramado e ainda está sem data definida e a novel K-side blue não foi lançada a tempo pela Newpop.

Além das grandes, a Nova Sampa publicou 2 títulos e as editoras Abril, Conrad e Astral Comics lançaram um título cada uma. Destaque positivo para a Conrad que lançou o oitavo volume de Gen pés descalços, destaque negativo para a Astral Comics que sequer avisou com antecedência a publicação do hentai Lindas meninas.

Título por editora

***

DEMOGRAFIAS

E aqui nós temos uma surpresa interessante. Se nos meses anteriores notávamos uma ampla maioria de mangás Shonen, em julho nós tivemos uma disputa bem parelha entre Shonen e Seinen. Foram 20 shonens contra 15 seinens, em grande parte devido à JBC e à Newpop que aumentaram a presença dessa demografia em seu catálogo. Além disso, tivemos cinco shoujos este mês.

demografias

***

LANÇAMENTOS

Em julho nós tivemos, 6 lançamentos pela JBC, 4 pela Newpop, 2 pela Panini e 1 pela Astral Comis. Ou seja, tivemos uma impressionante marca de 13 títulos novos em um mesmo mês. Abaixo, as capas desses mangás e light novels.

***

DESPEDIDAS

Se teve um monstruoso número de títulos aparecendo, também tivemos títulos dando adeus às bancas. Em julho foram publicados os volumes finais de Alice no país das maravilhas Variante.

***

EVENTOS, ANÚNCIOS E MUDANÇAS

Julho foi um mês de muitos eventos e anúncios, além de algumas mudanças. As editoras JBC e Panini sofreram com a falta de papel Bright 52g e correram o risco de até mesmo não ter títulos durante o mês. Esse problema ocasionou algumas mudanças interessantes. A Panini testou uma nova gráfica para Tokyo Ghoul e o resultado tem agrado aos leitores. A JBC, por sua vez, não ficou atrás e alterou o papel de dois de seus lançamentos (Limit e Terra Formars) publicando-os em papel offset.

Fora isso, ocorreram dois eventos muito importante durante o mês, o Anime Friends e o Fest Comix, este último contando com a presença do autor de Samurai X, Nobuhiro Watsuki. Em ambos os eventos, as principais editoras fizeram anúncios de novos títulos. Vamos a eles:

Nova Sampa: Godeath.

NewpopKamisama OnegaiCafé Kuchijoji de, Guia de produção de mangás, do Stúdio Seasons, e a novel de Fate/zero.

JBCSavanna Game (que sairá pelo Ink comics), Parasyte, Ultraman e Orange.

PaniniArakawa Under the BridgePandora HeartsAkame ga KillFate Stay NightLovely Complex, One Piece YellowTestament of Sister New DevilRust BlasterSword Art Online: Fairy Dance.

***

PREÇOS

Em julho, mais alguns mangás da Panini subiram de preço, cada um deles subindo um real:

Kuroko no Basket,
Highschool DxD,
Ataque dos titãs,
20th Century Boys,
Tutor Hitman Reborn,
Sankarea
Triage X

Outro mangá que subiu de preço foi Terra Formars, da JBC, que aumentou um real (passando para R$ 14,90) antes mesmo de seu lançamento, mas esse um aumento foi por um motivo nobre: aumento de qualidade. Como dissemos antes, Terra Formars  foi publicado em papel offset.

***

COMENTÁRIOS E CONCLUSÕES

Panini_planet manga

Quem diria que Arakawa Under the bridge viria ao Brasil? Taí uma aposta da Panini que eu achei interessante. É bom ver a editora italiana arriscando um pouco mais para fora de sua zona de conforto. E depois de muitos pedidos da campanha Mais Shoujos no Brasil finalmente Lovely Complex veio ao país, uma felicidade para os fãs. Será que o vindouro sucesso deste mangá pode abrir portas para um Nodame Cantabile da vida? Espero que sim…

De resto os demais anúncios da Panini foram interessante e agradaram bastante uma diversidade de público. Contudo o mais interessante foi ver a editora começando a olhar com seriedade a possibilidade de publicação de light novels.

jbc 20 anos

Ultraman e Parasyte foram dois anúncios surpreendentes e bem impactantes, mas é certo que Orange foi O anúncio do mês. Creio que ninguém imaginava que a JBC iria se aventurar na terra dos shoujos recentes de sucesso.

Demais editoras

A Nova Sampa promete, promete e até agora ainda não deu motivo para termos confiança. Ainda seguiremos com a expectativa de que ela cumpra suas promessas e melhore o ritmo de lançamentos. Ao menos responder as dúvidas dos leitores eles respondem, isso é um avanço…

Não há muito o que comentar da Newpop. A editora disse que ainda tem mais de 30 títulos licenciados e não anunciados e parece que pelo menos dois são de impacto. Há muitos boys love, há muito mais Madoka e se Alice Hearts vender haverá muito mais Alice… Esperemos o tempo passar e ver o que acontece^^.

***

E como será o mês de agosto que agora se inicia? Haverá mais avalanche de títulos? Provavelmente não, mas como passamos da metade do ano, as editoras já podem ir pensando nos lançamentos do ano que vem, não é mesmo?

Biblioteca Brasileira de Mangás

Anúncios

3 thoughts on “Análise do mês de julho de 2015”

  1. Parabéns pelo post, e pelo blog. Comecei a acompanhar vocês tem pouco tempo, e é um trabalho sensacional o que fazem. Espero que continuem por muito tempo, porque esse trabalho, de dizer tudo que acontece no mundo do mangá brasileiro, e com essa qualidade, só vocês fazem. Parabéns mesmo o/

    Curtir

  2. Eu amo a NewPOP, mas a NewPOP não quer me amar de volta. Espero que K Side Blue não atrase e simplesmente saia nas primeiras semanas de Agosto (é normal isso acontecer com título da NP). O pior é: eu reservei a novel junto a outros produtos, ou seja, só vou receber o que comprei quando a NewPOP resolver lançá-la. D:

    No dia em que a Panini lançar um Light Novel, faço questão de comprar a coleção inteira de Tokyo Mew Mew :v
    Brincadeiras à parte, espero que o interesse não fique só nisso e possam dar uma chance a esse mercado. Eu gostaria de ver a reação dos consumidores da Panini a isso, já que os que consomem coisas da NP são um número aparentemente menor. E acho que isso fica visível nas fanpages do Facebook.

    Julho foi um mês que estava fora do Brasil… quero só ver como vou levar todos os mangás que perdi juntos, hahaha.

    Curtir

    1. Também sofri desse mal, comprei K e as outras 2 novels na pré-venda, e agora vou ter que esperar pra tudo ;-; o site que comprei disse que o lote de K atrasou. Mas se pelo menos não vier com aqueles erros de No Game No Life #1

      Curtir

Deixe sua opinião. Seu comentário é muito importante para nós^^.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s