Retrospectiva

Análise do mês de abril de 2015

E voltamos para mais um post mensal sobre o mercado de mangás brasileiro. Em nossa análise, falamos um pouco sobre os títulos lançados, as novidades e outras considerações importantes de serem feitas. Se você esteve sumido da internet no mês de abril ou simplesmente quer rever o que aconteceu de importante, essa é uma postagem para você. Sem demoras vamos para a postagem….

***

QUANTIDADE DE TÍTULOS PUBLICADOS

O mês de abril ficou recheado de títulos nas bancas, livrarias e lojas especializadas. Nada mais, nada menos que 46 volumes foram postos em comercialização, um aumento de três títulos em relação ao mês de março. A distribuição entre as editoras ficou assim:

Editora Quantidade
Panini 18
JBC 15
NewPop 6
Abril 4
Nova Sampa 2
Astral Comics 1

Dentre esses 46 títulos há uma light novel (o segundo volume de No game; no life) e um mangá francês (BB Project 03). Contribuindo para o aumento no número de títulos, tivemos dois volumes de Super Onze, Naruto e One Piece, além da volta de hiato dos mangás Freezing e CDZ Lost Canvas Gaiden. E por falar em hiato tivemos o último volume antes do hiato definitivo de Yakumo. No Japão, a autora anunciou que parará a obra por tempo indeterminado, devido a sua licença maternidade.

Obs: vale lembrar que o checklist da Panini compreende do dia 10 de um mês até o dia 10 do outro mês e estamos contabilizando esses mangás que devem chegar às bancas no início de maio pela Panini…

***

DEMOGRAFIAS

Em relação às demografias não há muita alteração do costumeiro. Predominância de mangás Shonen’s, seguido de perto dos Seinen’s. Poucos mangás das outras demografias: tivemos quatro shoujos, três kodomos, um josei, um hentai e três mangás com demografia indefinida.

Na tabela abaixo contabilizamos apenas um volume de Super onze, Naruto e One Piece.

Shonen 19
Seinen 11
Shoujo 4
Kodomo 3
Josei 1
Hentai 1
Indefinido 3
Light novel 1

***

LANÇAMENTOS 

No mês de abril, tivemos a estreia de 9 mangás divididos por quatro editoras.

A JBC foi a que mais lançou títulos novos, foram quatro em abril: o mangá de suspense Enigma (7 volumes), a badalada história de ficção científica e viagem no tempo Steins; gate (3 volumes), o spin-off Sailor Moon: short stories,(2 volumes) e o mangá com temática histórica Zero Eterno (5 volumes, vendido apenas em livrarias e lojas especializadas). 

Panini lançou um título novo este mês, o spin-off Ataque dos titãs: sem arrependimentos (2 volumes). Uma boa pedida para os fãs da história dos gigantes por um viés diferente: um shoujo contando a história do capitão Levi antes dele entrar para a divisão de reconhecimento.

A NewPop lançou seu segundo mangá pelo selo hentai, a coletânea de histórias Impulse (volume único), de Tomoyuki Enoki.

Por sua vez, a  Abril lançou três novos títulos de sua linha Disney mangás: Procurando Nemo; O segredo de Tinker bell; e Monstros S.a & Lilo e Stitch, os três títulos concluídos em um volume.

***

DESPEDIDAS

Mas se o mês teve nove lançamentos, abril também foi marcado por despedidas. Quatro mangás tiveram seu último volume publicado.

Pela JBC, Ageha, Love in the hell e Super Onze tiveram seus últimos volumes publicados. Ageha e Love in the hell não foram títulos badalados, mas merecem uma conferida agora que estão completos. Super Onze ainda gera críticas por seu formato e para quem não acompanhou realmente não vale a pena ir atrás da coleção completa.

Já a Panini encerrou Monster no mês de abril. É preciso um destaque especial aqui. A Panini ganhou fama de cancelar obras, mas no caso de Monster devemos agradecer e muito à editora por ter resgatado esse título. Depois de anos de espera, os fãs que começaram a acompanhar a obra na época da Conrad finalmente puderam ter a coleção completa.

***

PREÇOS

Em abril tivemos o aumento de preço em dois mangás. Freezing passou de R$12,90 para R$13,90. Enquanto Vinland Saga subiu de R$ 11,90 para também R$ 13,90.

***

EVENTOS, ANÚNCIOS E MUDANÇAS

O mês de abril foi novamente um mês de muitos anúncios e de muitas novidades inesperadas.

Ainda comemorando os seus 20 anos, a editora JBC continuou sua maratona de anúncios. Logo no primeiro dia, a novel de Another foi anunciada juntamente com o mangá Kill la Kill que sairá pelo selo Ink Comics, sob os cuidados de Marcelo del Greco. Apenas três dias depois ocorreu o evento Smash Henshin +, em Fortaleza, e foi realizado um novo anúncio: Zoku hoshi mamoru inu (provavelmente O cão que guarda as estrelas 2).

Parou por aí? Não. Na semana seguinte, por meio do canal Omeletv, foi anunciado o 20º título da editora, o inesperado relançamento de Akira, de Katsuhiro Otomo. O lançamento desse clássico será realizado em dezembro na Comic Con Experience.

Fim? Não, ainda teve mais um anúncio em abril. O 21º primeiro título foi o anúncio de Zetman, uma das obras mais aclamadas de Masakasu Katsura.

E as demais editoras? A Astral Comics divulgou dois novos títulos de mangás hentai para 2015: O nosso segredo e À flor da pele. O lançamento das obras deverá ocorrer em maio e junho, respectivamente. Embora seja cedo para dizer, o filão dos mangás de conteúdo erótico parece ter agrado a Astral Comics. Ano passado a editora lançou o hentai Meninas perfeitas e este é o único dos mangás da editora que se encontra esgotado em sua loja online.

Panini e Nova Sampa não realizaram anúncios de novos títulos. A NewPop anunciou o mangá hentai Impulse e já o publicou praticamente sem propaganda. Não que as editoras façam propaganda, mas foi um lançamento muito em cima da hora e sem qualquer aviso prévio…

***

COMENTÁRIOS E CONCLUSÕES

jbc 20 anosO mês de abril revelou que a JBC continua com força em suas comemorações de vinte anos. A editora ter conseguido a liberação de Akira é como uma conquista de copa do mundo. Não acreditávamos que essa obra retornaria para o Brasil tão cedo. Cassius Medauar revelou em seu twitter que parte das lendas sobre Akira era verdadeira e que durante muito tempo o autor recusou-se a falar sobre uma possível republicação no Brasil.

Sobre os demais lançamentos é preciso notar que a vinda da novel de Another para cá é um indicativo claro que o mangá deve ter vendido muito. Não é de se espantar, afinal a editora já reimprimiu o mangá, além de ter trazido outras três obras do mesmo desenhista. Notamos muita gente dizendo que essa era uma nova chance para o lançamento contínuo de light novels no Brasil, mas nós particularmente não acreditamos nisso para o presente momento. Para nós, a novel de Another só veio por causa do sucesso que o mangá teve por aqui e dificilmente a JBC lançará um título que não tenha um mangá de sucesso publicado aqui…

Sobre as demais editoras não há muito o que falar este mês. Gostamos muito de ver que a Astral Comics não parou de investir nos quadrinhos japoneses. De vez em quando sempre aparece uma editora, lança alguns mangás e some repentinamente. Esperamos que a Alto Astral continue nesse ramo e possa expandir ainda mais o nosso mercado.

A NewPop continua no seu caminho rumo a se tornar uma empresa grande e a rivalizar com a JBC e a Panini. Ainda deve demorar muito para isso, mas manter a periodicidade de seus lançamento é um dos caminhos… Já a Nova Sampa andou um pouco sumida em abril, lançou apenas dois títulos e não deu nenhuma informação sobre os lançamentos de maio. Apesar do informativo lançado no final de março, a editora ainda não passou a confiança necessária para seus leitores.

paniniSobre a Panini é importante mencionar que muita gente tem dito que ela foi superada pela JBC devido a avalanche de títulos fantásticos anunciados por ela. E isso é apenas uma meia-verdade. A Panini ainda possui em seu catálogo títulos muito bons e avaliar a participação no mercado apenas pelos seus anúncios recentes é um erro grande. A Panini ainda é a editora mais rica, ainda é a editora com mais títulos em bancas todos os meses e não há qualquer expectativa de isso ser mudado.

Ademais, a editora já havia deixado claro que o ritmo de lançamentos seria menor este ano, visto que a maioria das séries da editora é bastante longa. Mesmo assim eles pretendem lançar pelo menos um título novo por mês. Em janeiro foi Gigantomachia, em fevereiro o Data book de One Piece, em março Aoharaido e High school of the head, em abril Ataque dos titãs, sem arrependimentos, e em maio será Planetes.

Além disso, o ano está só começando. Temos certeza absoluta que em breve a editora deve anunciar algum título de peso. E para os consumidores, a competição entre editoras é sempre saudável, afinal quanto mais mangás nas bancas melhor, não é mesmo?

Equipe Biblioteca Brasileira de Mangás..

Anúncios

2 thoughts on “Análise do mês de abril de 2015”

  1. A única novidade que vou comprar é Ataque dos Titãs – Sem Arrependimentos. Em relação ao aumento de preços, vale ressaltar que CDZ Lost Canvas Gaiden sofreu também reajuste e agora custa R$ 13,90. Entre as novidades, eu particularmente não comprarei nenhuma, poderia até cogitar em comprar Akira (mas provavelmente esse será lançado com um preço muito alto) ou Zetman, mas se for para comprar um mangá com a temática igual a do Zetman, prefiro comprar uma HQ da DC ou da Marvel!!

    Curtir

    1. Uai, comprei hoje o meu volume de Lost Canvas Gaiden por R$ 12,90 no site da Liga HQ…. Mas fui conferir na Comix e realmente o preço subiu para R$ 13,90…que coisa… sorte minha então^^

      Curtir

Deixe sua opinião. Seu comentário é muito importante para nós^^.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s